Sobre Madeline Martha Mackenzie

Ou a melhor parte de Big Little Lies.

Desde o início de sua carreira, Reese Witherspoon desempenhou garotas privilegiadas, com muita personalidade, as chamadas mulheres alfa. Em comum, elas tem uma propensão a serem moças desagradáveis, mas possuem um carisma natural, como Elle Woods, em Legalmente Loira. Embora tenham um traço positivo, Reese fugiu desse tipo de personagem por anos, e agora se encontrou em Madeline Martha Mackenzie, sua personagem na minissérie Big Little Lies.

Madeline é uma dona de casa cujo prazer é se envolver ferozmente nos jogos políticos da vida escolar de suas filhas. Ela não conhece limites, ela diz o que pensa sem filtros, ela não teme as consequências. Por se tratar de um drama investigativo, ela poderia ser tanto a vítima quanto o assassino.

Que comecem as teorias

Claramente envolvida nas questões das pessoas a sua volta, há algo de nobre nela. Seu comprometimento com as causas — sejam pequenas ou grandes — parece inato. Com a mesma garra de Tracy Flick ou Elle Woods, Madeline não teme defender aquilo que ela acha justo, e de atacar quando outros dependem de proteção.

Big Little Lies é uma trama sobre esconder as evidências (Renata e sua voracidade, em contraponto com a calma de Celeste), mas Madeline não guarda mistérios, ela tem um lado humano muito latente. Na verdade, toda essa força dispendida em problemas alheios vem do medo de enfrentar as dificuldades da maternidade — filhos crescem, vão para o mundo, abandonam as mães. E daí vem a lição: é melhor guardar nossos receios, ou usá-los como armadura?

Deixo aqui a reflexão

E pra quem duvida da escalação de Reese Witherspoon, saiba que tem muito de Madeline no seu exemplo de carreira: uma atriz que fugiu de um tipo, mas se encontrou nele, e por trás das câmeras usa isso como objeto de trabalho. Ela viu a falta de papéis marcantes para mulheres, comprou a briga, e decidiu ela mesma mudar esse quadro.

Nossa cultura teme mulheres decididas, audaciosas e indomáveis. É por conta disso que precisamos cada vez mais delas na TV: com suas nuances, Madeline mostra que mulher pode ser bela, recatada, do lar… poderosa, ativa, destemida, independente… LIVRE.

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

The Handmaid's Tale voltou!!! O que rola de novo nesta temporada? Descubra mas SEM SPOILER!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!