Sobre o Dia Internacional da Mulher na Globo

Um ótimo dia para você que tem seios e no último sábado foi pras ruas comemorar cazamigas o Dia Internacional da Mulher (alguns homens, que também possuem seios e sofrem de ginecomastia, não foram às ruas comemorar cazamigas o Dia Internacional da Mulher por motivos óbvios e o meu “ótimo dia” não foi endereçado a eles).

Muito se propagou sobre a programação que a Rede Globo iria promover em homenagem às mulheres. A equipe de jornalismo, de entretenimento e de esportes seria toda comandada por mulheres. Além disso, o Big Brother Brasil ainda traria uma atração inusitada para completar o engajamento global a favor das mulheres.

E foi exatamente assim. Os telejornais regionais e os nacionais, todos eles apresentados por mulheres. Nos programas esportivos, além das apresentadoras, as reportagens foram feitas por mulheres também. Elas foram aos campos de treinamentos dos jogadores de futebol e trouxeram informações dos clássicos estaduais. Foi lindo de se ver. E as paredes do Big Brother ganharam uma tonalidade rosa insuspeita (nem sei se aquele rosa sempre esteve ali porque não acompanho a atração, mas, na minha cabeça, esteve rosa por causa do Dia Internacional da Mulher). Cláudia Leitte se apresentou no Caldeirão do Huck como um bom exemplo de mulher a ser imitada. E uma pequena lágrima afoita chegou a escorrer em meus olhos ao ver Cláudia Leitte e me lembrar disso:

Cláudia Leitte se apresenta no Caldeirão do Huck e deixa Glória Pires e Lília Cabral confusas com a apresentação.

Mas o melhor de tudo, a cereja do bolo, foi ver o Jornal Nacional, esse patrimônio histórico televisivo global, apresentado, pela primeira vez, por duas mulheres. Um dia histórico, sem dúvida. E Patrícia Poeta junto com a Sandra Annenberg mandaram bem à beça e estavam muito a vontade na bancada do principal telejornal do país.

Se foi tão bom assim, por que esse dia merece gongadas? Será que a #GONGSHOW não está pegando muito no pé da Rede Globo? Se eles fazem, a gente gonga. Se eles não fazem, a gente gonga também. É mais ou menos isso mesmo. Pegar no pé da Globo é praticamente um esporte. No entanto, as gongadas têm sua validade.

Estamos de olho, Rede Globo!

Estamos em 2014 e esse parece ser o ano que os marqueteiros globais decidiram trabalhar com afinco. Tivemos o beijo gay e isso não desencadeou a Terceira Guerra Mundial. E agora, duas mulheres apresentando o Jornal Nacional. E o que aconteceu? Nada. E por quê? Porque nada, de fato, vai acontecer. O questionamento que fica é: por que levou tanto tempo para isso acontecer e por que só em um único dia?

Patrícia Poeta teve uma longa experiência no comando do Fantástico e tem se saído muito bem diante do JN. Sandra está à frente do Jornal Hoje há anos. É até editora-chefe do mesmo. Ganhou até um inédito Troféu Profissionais do Ano em votação pelo público, recebendo o aval da população. Ou seja, não perde nada em competência para William Bonner. Ela até emociona a web conforme vocês verão no vídeo a seguir:

Se a justificativa for falta de profissionais femininos para estarem lá, essa não cola.

Então por que não colocá-las? Por causa da falsa ideia que o brasileiro tem do brasileiro. O brasileiro acha que o brasileiro não iria aceitar muito bem o fato de duas mulheres apresentando o Jornal Nacional. O brasileiro acha que o brasileiro não ia aceitar muito bem o fato de dois homens se beijando. E por causa da ideia que o brasileiro tem do que o brasileiro iria aceitar ou não, acabam não fazendo.

E aí vem os mimimizentos de plantão e falam que Dia da Mulher não é só dia 08 de março e sim todos os diazzzZZZzzz. Todo mundo sabe disso! Mas foi uma ação simbólica. Alguém precisava começar. E se ninguém nunca ligou de ver o Zeca Camargo apresentando algum jornal, por que iriam se importar com duas mulheres apresentando?

Gongando o Zeca Camargo no Dia Internacional da Mulher, Xico? Sabe o que é isso?

Mas trazer as mães do confinados na casa mais vigiada do Brasil era de fato um mistério a ponto de abalar as estruturas no Dia Internacional da Mulher? O que aconteceu foi uma gritaria-barra-histeria que me doeu os ouvidos. Pior que isso, só a Susana Vieira no Zorra Total. Depois disso, o Dia Internacional da Mulher Global podia terminar em paz. E todo mundo com a consciência tranquila por ter feito alguma coisa por elas.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER