Sobre o Grammy e a bunda da Paola Oliveira

HELLO, HELLO, HELLO!

Sim, eu me rendi ao charme, graça e babados de RuPaul’s Drag Race. Já estou na quarta temporada e me deliciando com tudo aquilo. Depois de tanto tempo, me faço a pergunta: como eu consegui viver sem isso até hoje?

A semana foi muito badalada e inicio os trabalhos de hoje falando do Grammy, que aconteceu na noite do último domingo e que me deixou com sono a segunda-feira inteira, tendo que aguentar 150 adolescentes fazendo barulho. E, no fim das contas, pra quê? QUE CERIMÔNIA MAIS CHATA!

Fazendo a linha Zeca Camargo durante o Grammy

Foram tantas apresentações musicais e tão poucas distribuições de prêmios. E o que é pior: apresentações modorrentas e politicamente corretas da maioria dos cantores. Tinha a sensação, em diversos momentos, que estava diante de um velório de alguém famoso e o povo se revezava em cantar baladas.

PORRA, ARIANA GRANDE! Com um sobrenome desses, o máximo que a gente esperava era algo bem grande. Ok, todo nós esperamos por isso em nossas vidas normais, mas quando o assunto é Grammy, por que cargas d’água a guria me aparece com uma balada? E das mais chatas ainda? Parecia uma Mariah Carey Reload. Já imaginei ela cantando My all!

PORRA, KATY PERRY! Com tanta canção super dançante, você me aparece com uma balada e das mais sem graças? Já tinha até arrastado o meu sofá esperando a introdução de Dark horses e prontinho pra quebrar tudo e você me aparece com a babaca de uma sombra em uma ilusão que já foi usada milhões de vezes? Depois não ganha Grammy e não sabe por quê.

Um olhar diz mais que mil palavras!

PORRA, RIHANNA! Você tem a chance de fazer história e ser eternamente lembrada por cantar no palco do Grammy na presença de dois deuses musicais na terra, a.k.a, Kannye West e Paul McCartney, mas vai lá, faz uma cagada absurda com o figurinista e será eternamente lembrada por usar isso:

Precisa de piada?

PORRA, SAM SMITH! Bem… na verdade, não quero falar nada do Sam. Só quero dizer que ele é mega lindo e que a Adele já tinha provado antes que o Grammy ama música de fossa. Apenas. Staaaaaaaaaaaaaaaaaaay with me.

A coisa tava toda bem funeralística e de repente dos demônios surgem para carregar todo mundo no inferno. Olha só, você pode até não gostar da Madonna, mas com tanta gente novinha ali, precisou da Rainha de 56 anos pra levantar todo mundo. Até a Taylor siacabou com a diva. É bom que ela aprende como que faz.

Boatos de pactos satânicos voltaram com toda a força depois da presença dos chifrudos. Eu acho isso ótimo. É o tipo de coisa que a Madonna fazendo fica super original, mas que ficaria esquisito em qualquer outro cantor pop. A não ser que você seja a Lady Gaga e aí não seria original, seria apenas brega mesmo.

Bom, e sobre a bunda da Paola Oliveira, a única coisa que tenho a comentar é isso:

CATAPLOT!

Beijos e até semana que vem.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER