Sobre o Oscar e a Kristen Stewart

Depois de Claudia Leitte sambar na cara do bom senso como o Aiolia de Leão da Mocidade, a semana continuou babadeira. E olha que todo o estoque de babadores daqui do interior acabou e tivemos que exportar mais do Paquistão (sim, meus amigos, descobri que minhas luvas de treino foram produzidas no Paquistão e, após uma pesquisa rápida, descobri também que o Brasil importa babadores de lá).

E é óbvio que a nossa linda coluna falaria sobre o Oscar e a Kristen Stewart! E você achando que nunca ia ver esses dois substantivos próprios na mesma linha, né? Mas calma. A insossa atriz de Crepúsculo não ganhou um Oscar não, mas isso é assunto para daqui a pouco.

Primeiro, vamos falar de coisa boa, vamos falar de Cogumelo do Sol Oscar.

Meryl gritando

Mas Xico, hoje é quarta-feira, e todo mundo já falou de Oscar. Milhares de posts com todos os 536 mil gifs sobre a Meryl Streep berrando “ahazou amiga” e as luvas de borracha da Lady Gaga surgiram desde então. O que mais tem para ser dito da cerimônia de domingo que laureou Birdman como a melhor produção do ano?

Pra começar, EU QUERO UM OSCAR DE LEGO. Não, é sério. Eu EXIJO que algum fã me presenteie com um Oscar de Lego. A coisa fez tanto sucesso que não foi só eu que ficou feliz com um desse não. Deem só uma olhada na Emma Stone:

E já que o assunto é Emma Stone, ceis tão percebendo que ela tá caminhando para ser a nova Amy Adams, né? Daqueles que só são indicadas para ter cinco na categoria, porque, ganhar que é bom, nada.

E, nessa mesma categoria, está o Bradley Cooper. Gente, até uns dois anos atrás, ninguém dava nada por ele. Foi só ele começar a gritar demais nos filmes do David O. Russell que começou a ser indicado. E aí a Academia fica brincando de indicar ele todo ano. Quando você menos espera, olha lá ele ganhando em detrimento de tantos outros. Vide Leonardo DiCapprio.

Melhor imagem ever!

Sabe quando ele vai ganhar um Oscar? Quando aceitar fazer um personagem gay negro paraplégico com mal de Alzheimer e Parkinson lutando pela sobrevivência dos golfinhos. Porque é sério. Se você quer ganhar um Oscar, tem que ter o fator doença: basta interpretar alguém muito doente ou paralítico. Foi o que fez a Julianne Moore. Enquanto ela fazia papéis sérios e densos, a Academia esnobava. Foi só fazer uma linguista com mal de Alzheimer que já tá como careca.

Eddie Redmayne foi bem mais esperto. Pulou todas as etapas, ignorou todos os papéis dramáticos mais contidos e foi logo interpretando Stephen Hawking, em uma “interpretação” arrebatadora, que consistia basicamente em entortar o pescoço e ficar sentado em uma cadeira de rodas com o figurino do Austin Powers. Resultado: OSCAR. E mais um fato: a cada ano, o prêmio de Melhor Ator sempre acaba indo para o vaso sanitário. Pena.

É como diz uma amiga: o Oscar é uma grande festa de debutante de uma menina babaca. É cafona, mas acha que é gala. Todo mundo detesta a anfitriã, mas quer ser chamado para o grupo que vai dançar a valsa.

E quem reclamou que a Jenniston não ia ao Oscar, até que a ex-Brad Pitt estava toda saliente por lá. Sabe o que eu acho? Ela tá é fazendo a política da boa vizinhança, dando sorrindo para as pessoas certas, fazendo a não rancorosa. Como não é boba, nem nada, casou burburinho pelo seu Cake e vai querer mais.

Sobre o apresentador, eu só digo uma coisa: se eu quisesse ver o humor sem graça das últimas temporadas de How I met your mother eu veria a série original durante o dia ao invés de ficar até as duas da madrugada aturando Neil Patrick Harris.

No mais:

Sobre a Kirsten Stewart, vocês viram que ela foi a primeira atriz americana a ganhar um Cesar, o Oscar do cinema francês? Pelo filme Acima das nuvens. Olha, eu vi o filme no cinema e ela tá bem boa, viu. Não duvido dela ser lembrada no Oscar, com chances de ganhar. Já pensou? Eu mordendo a minha língua? Justo eu que falei tanto mal dela já nesse espaço.

kristen-stewart-cesar

Torcendo para a Nina Flopev não ser descoberta pelo cinema francês. Vai que…

Ficou um pouco grande, mas valeu a pena. Ou vai me dizer que você é daqueles que não aprova a velha máxima de “quanto maior, melhor”?

Semana que vem a gente volta!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER