Sobre o VMA

#GONGSHOW questiona os tais lacres e fala sobre o VMA.

Hello, hello, hello, meus amiguinhos! Sim, eu estou acompanhando a nova temporada de RuPaul’S All Star! Sim, eu também não estou sabendo lidar com a separação da Fátima e do William! Sim, a nossa #GONGSHOW está no ar! E, sem mais delongas, vamos falar sobre os VMA!

A festa rolou no último domingo. E a única coisa que eu lia em minha timeline era: LACRE, CLOSE CERTO, DIVOU, MITOU. Então eu imaginei que não estávamos vendo a mesma festa. Bastava Britney aparecer para a net cair sob aclamações, Beyonce chegava e dá-lhe elogios rasgados. Suspeito que se alguma peidasse, diriam que era lacre certeiro.

Na boa, eu amo as divas pops. Minha biografia da Madonna tá aqui na minha estante para comprovar isso. Mas sinto que há um surto de histeria coletiva presente em nosso país que qualquer coisa que essas moças façam e já são ovacionadas sem o menor pensamento crítico. Então boralá analisar algumas performances.

Britney resolveu reviver uma de suas memoráveis apresentações no VMA. Mas agora, ao invés de trazer uma cobra no pescoço, ela mesma veio vestida de cobra, numa clara homenagem ao réptil que a consagrou há alguns anos.

Não sei nem começar apontando todos os closes errados que a princesinha do pop deu. Música errada, dança errada, coreografia errada. Se você vai colocar sombras em um pano branco e interagir com elas que faça melhor que a Beyoncé. Do contrário, opte por outra coisa. Senão fica aquela sensação de deja vu. E o pior de tudo: não conseguiu superar a original.

Se vai sensualizar com um boy, que escolha um boy realmente de presença. Fazer isso com G-Eazy é um claro sinal de desespero. Chama logo o Drake e já faz um work work work que é bem mais sensual. E se é pra ser sexy, que seja realmente sexy. Ficar de quatro e requebrar-se como uma galinha destroncada não é ser sexy e não é lacrar.

Ainda não consigo engolir Ariana Grande. Escolher apresentar sua música fazendo spinning mostra um completo amadorismo. Visualmente ficou super interessante, ainda que parecido com aquele VHS de ginástica que foi sucesso nos anos 80. Mas ela tá precisando trabalhar melhor a respiração. Afinal, a música já é chata e a voz da gata falhou por diversos momentos, por falta de ar mesmo.

O melhor momento da apresentação dela foi a entrada da Nicki Minaj. Não pela Minaj, óbvio. Mas pelo excelente trabalho de glúteo realizados pelos bailarinos ao fundo. Valeu pelo investimento.

Beyonce é incrível e todo mundo sabe. Acho super bacana esse lance do formation. Ainda estou tentando aprender a coreografia. Mas dizer que a apresentação dela no VMA foi história, já é um pouco demais. Beyonce mesmo apresentou outras performances memoráveis. Esta foi apenas ok.

Enfim, é bom economizarmos os nossos closes para quando eles forem dados de verdade.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER