Spartacus 2×02 — A Place in This World

Em seu segundo episódio, Spartacus: Vengeance deu uma sensível melhorada em relação a premiere, em primeiro lugar, por saber utilizar os recursos narrativos “na bagagem”, ou seja, recapitulando momentos e personagens da temporada anterior e da prequel.

Isso ficou evidente no flashback utilizado no decorrer do episódio, intercalado entre as cenas atuais. Através dele, ficamos conhecendo a história de Oenomaus (Peter Mensah) antes de ser comprado por Titus Batiatus (Jeffrey Thomas), o pai de Quintus (John Hannah), que já havia aparecido em Gods of the Arena.

Com ótimas atuações, tanto o patriarca Batiatus (um dos poucos romanos com honra, legítimo paterfamilias) quanto o jovem Oenomaus (na pele de dois atores, Mensah e um adolescente) fizeram A Place in This World ter valido a pena, nas cenas dentro das terríveis Covas do Submundo (a arena underground em que os gladiadores lutam sem qualquer limite).

Como já havia comentado, a culpa de Oenomaus por ter “traído” a confiança do seu dominus ainda iria ser um fator de honra a ser trabalhado mais profundamente… Ótimo que tenha sido já no segundo episódio!

Em relação à história cronológica, poucas novidades: Spartacus (Liam McIntyre) e Crixus (Manu Bennet) continuam sua jornada rumo ao sul para encontrar Naevia (Cynthia Addai-Robinson) e libertar escravos e gladiadores no caminho.

A cena da villa sendo liberta, com a “conversão” dos escravos em homens livres teve um quê de religioso, principalmente, quando Spartacus diz seu nome e todos se entreolham, pensando “É o cara!”.

Apesar de um clímax relativamente bobo — o escravo que tinha status com seu dominus não gostou de ter ficado livre e tentou matar Spartacus enquanto dormia — o episódio foi bem satisfatório. Esse escravo Tiberius, aliás, ainda promete, por não sabermos ao certo sua lealdade…

Vale comentar, por último, a participação do núcleo feminino. Tanto Mira (Katrina Law) com as escravas, quanto Lucretia (Lucy Lawless) e sua suposta “divindade” misturada com loucura foram muito bem-vindas, como geralmente são. Ilithyia (Viva Bianca) ficou um pouco apagada, assim como Glaber (Craig Parker), apesar de estar fixo nessa temporada e ter perdido finalmente sua cara de “elfo do Senhor dos Anéis” que ainda tinha em Blood and Sand.

Com uma boa reviravolta no final, aguardo ansioso pelo próximo episódio, agora que o pilantra Ashur (Nick Tarabay) está de volta! E você, o que achou de A Place in This World? Acha que a série está mandando bem com o novo protagonista? Comente!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER