Spartacus 2×05 — Libertus

“Se eles precisam cair, vou dar-lhes uma morte honrosa. Dada por alguém que ainda os considera”. Gannicus

“Não sou o tolo que você e sua filha imaginavam”. Glaber

Como previa, felizmente, a temporada de Spartacus: Vengeance está cada semana melhor! Sem sombra de dúvidas, Libertus foi o melhor, mais completo e mais bem escrito episódio até agora! Em sua quinta semana, pode-se perceber que, quando o roteiro é bem feito, as atuações e a trilha sonora fazem sua parte, numa trinca que só pode levar ao sucesso.

Libertus começa com Crixus e Oenomaus sendo levados para a execução na arena. Do lado romano, percebemos uma troca de olhares e “alfinetadas” entre Glaber e Ilithyia, sem que saibamos de onde surgiu a inimizade tão aparente do casal. Fechando a cena inicial, eis que surge o “Deus da Arena”, e protagonista da minissérie prequel homônima: Gannicus.

Já tinha ouvido boatos que o retorno do personagem — o único gladiador de Cápua que havia conseguido a liberdade — seria numa ocasião como esta, sendo algoz dos antigos irmãos de arena. O ator Dustin Clare retorna com toda a áurea de simpatia instantânea que Gannicus causa, com seu jeito “Charlie Harper” de encarar a vida na antiguidade de Roma.

Seu drama com Melitta, esposa de Oenomaus, foi aproveitado na medida certa, sendo o estopim para a “execução” começar, quando o antigo Doctore parte para cima de Gannicus em sua “dor de corno”, antes mesmo que Varinius desse a ordem!

Recurso pouco utilizado na série, eis que um flashback surge, voltando um dia atrás para explicar o desenrolar de toda aquela situação. Assim, entendemos a briga de Glaber e Ilithyia, quando o pretor descobre que a esposa planejava abortar a gravidez, e se divorciar.

Ficamos sabendo também do brilhante plano de Spartacus para libertar seus “irmãos” da execução, após a entrada de um velho romano amargurado (Lucius) na história, o mais novo refúgio dos ex-escravos feridos. Lucretia e Ashur ficaram em segundo plano, mas nada que atrapalhasse o desenrolar de suas tramas pessoais, que ainda prometem bastante.

Pois bem, no último (e grandioso) ato do episódio, o plano de Spartacus funciona totalmente: ao mesmo tempo em que ele e Agron se infiltram entre a guarda da arena, Mira e os demais gladiadores armam um incêndio de proporções bíblicas, que faz ruir em minutos toda a glória da arena de Cápua, que vimos ser erguida em Gods of the Arena.

O brilhantismo da sequência só se equipara à finale, com o famoso “kill them all” que pôs fim da Casa de Batiatus. Numa só cena, metade dos nobres romanos (incluindo o pai de Ilithyia, com um empurrãozinho do genro Glaber) morre em meio ao caos, assim como 80% da plebe que assistia à carnificina.

Spartacus, Crixus, Oenomaus e agora Gannicus conseguem fugir, ao mesmo tempo em que Ilithyia descobre que terá de permanecer com Glaber, já que seu pai morreu antes da anulação do casamento. Sensacional!

Ansioso para o próximo episódio? Mal vejo a hora! Deixe seus comentários.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER