SS Soul of Gold 1×11 — Ressurreição! Loki, o Deus Maligno de Asgard

Com trama dinâmica, Ressurreição! Loki, o Deus Maligno de Asgard inicia o grande embate da temporada: Aiolia x Loki.

Um cavaleiro não é definido pela força da armadura que veste, mas pelo cosmo que explode!” AIOROS

Apesar de detalhes interessantes da série acabarem precisando de um locutor para explicar, pela falta de coerência e lógica do roteiro em evidenciar coisas importantes, chegamos à parte final de uma saga que não decepciona.

Quando todos pensávamos que o Exclamação de Athena seria a salvação de tudo e a destruição de Andreas, descobrimos que o poderoso golpe serviu apenas para despertar o Deus asgardiano Loki por completo no corpo do médico.

Para completar, o maligno deus nórdico ainda conquistou todas as 12 armaduras douradas e as usou como bateria para fazer surgir o broto da maldade no mundo, uma flor que trará de volta à terra a lança de Gungnir.

loki

Segundo a mitologia nórdica, esta lança foi um presente de Loki a Odin. Ela é uma das poucas armas da mitologia que podem matar seres imortais. A lança Gungnir, quando lançada nunca erra o alvo, e sempre volta à mão de Odin.

Talvez por tudo isso seja considerada por Hilda como “O último tesouro de Asgard.”

Sem dúvida trata-se de uma arma poderosa, da qual nunca ouvimos falar antes mas pode destruir o mundo. Todos os cavaleiros dão o sangue para evitar que a tal flor brote, mas sabemos que isso é inevitável pois assim funciona Saint Seiya — e a gente gosta assim!

Esperamos onze episódios, é bom que aquela flor brote e que a batalha seja épica entre ela e

Mas a pergunta é: se essa arma é tão poderosa e pode mudar o jogo, que motivo levou Aiolia e Aioros a perder tempo tentando derrotar Loke encarnado, ao invés de destruir o broto da destruição? Não parece mais importante destruir a planta?

O episódio ainda nos apresenta à bela armadura de Loki, que guardou parte da alma do maligno como se fosse uma horcruxe de Voldemort. Ou seria Voldemór???

Se estes são elementos suficientes para satisfazer a marmanjada que acompanha Saint Seiya, calma que ainda tem mais. Personagens de outras temporadas ganham importância, tem encontro épico de irmãos e até mesmo uma troca e digivolução de armaduras.

Entre tantos momentos, como não destacar o reencontro entre Aioros e Aiolia? Esperamos por isto desde os velhos tempos de Cavaleiros do Zodíaco na TV manchete, e finalmente aconteceu. Quando tudo estava perdido e Aiolia parecia condenado, seu irmão o defende com uma flechada e uma desculpa esfarrapada que explica seu desaparecimento — mas isso é o de menos, afinal ELE VOLTOU!

E com ajuda de Hilda de Polares, uma das ex-vilãs mais amadas de todas as sagas. É bacana ver como as mulheres tiveram espaço nestes episódios, não se escondendo por trás de máscaras como antigamente.

Aliás, desta vez uma delas ainda serviu de receptáculo para o ser mais poderoso desta aventura no gelo! Sabíamos que Lyfia escondia algo, mas quem poderia imaginar que ela escondia o próprio Deus Odin?!?!

Difícil mesmo é acreditar que Utgard guardava a armadura de Odin em seu corpo sem ninguém ter percebido. Seria muito melhor explicar o motivo do personagem ter as mesmas manchas roxas que os cavaleiros ressuscitados do que simplesmente perder tempo com essa balela de “horcruxes”.

E depois de reencontros emocionantes, possessões divinas e retornos de personagens, ainda temos Aiolia vestindo a armadura dourada de Odin. Desnecessária a transformação da armadura do Deus. Sabemos que isso aconteceu apenas para que a Bandai tenha mais um modelo para vender na coleção Cloth Myth Ex, mas e daí!?

Agora temos que esperar o episódio final para saber se esta mudança dará ainda mais poderes ao cavaleiro de leão, e a armadura divina dourada que protege seu corpo, junto com o Drapupnir trazido por Aioros/Hilda sabe-se lá de onde!

Assista ao episódio mais recente aqui.

Curtiu o episódio? Então deixe sua opinião. Abaixo está a nossa nota para o episódio.

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Será que a Elsa se assumiu lésbica cantando e ninguém percebeu?

Curiosidades de Euphoria, a série BAFOOOO da HBO.

Teorias de conspiração na Disney??? Nem tudo é verdade.

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER