Star Wars: A princesa, O Cafajeste e O Garoto da Fazenda reconstrói tríade de personagens principais

Material extra sobre Star Wars? Manda mais que tá pouco!

Lembre, um Jedi pode sentir a força fluindo dentro de si” — KENOBI, BEN.

O Universo Expandido de Star Wars é imenso e continua (perdoem a redundância) em expansão veloz! Mas, é preciso admitir que, apesar de tanto material, a primeira trilogia da franquia sempre ocupará um lugar especial no coração dos fãs. Por isso, não importa a mídia, retornar à história de Leia, Han e Luke é como adentrar pela primeira vez naquela galáxia distante, num tempo imemorial.

De início a ideia de uma novelização dos filmes parece desnecessária, mas o que nos ganha no livro escrito por Alexandra Bracken é a possibilidade de entrar na cabeça dos personagens. Conhecer seus dilemas, pensamentos e sentimentos nos faz ver que as vitórias conseguidas, não foram somente de uma aliança rebelde, mas a superação de limites pessoais.

É uma leitura leve, com diálogos e cenas iguais às do filme. A estrutura do livro é dividida entre os pontos de vista do trio principal, de forma que somos apresentados a cada um em profundidade. Algumas páginas possuem ilustrações que lembram a arte dos quadrinhos, e servem para que possamos visualizar aquilo que o ponto de vista do personagem nos comunica.

star-wars-nova-esperanca

A Princesa — Leia é a imagem de uma mulher forte e impetuosa. Que mesmo feita prisioneira, ameaçada, continua extremamente leal a causa. Mas, no livro, vemos seu esforço para conseguir concluir a missão à qual tinha sido designada. Também conhecemos um pouco do seu passado enquanto princesa (e posteriormente Senadora) de Alderaan.

Sua vida de batalhas ideológicas para firmar sua posição enquanto estadista, guerreira e não apenas como mera figura decorativa do planeta. E mesmo sendo extremamente sensata em suas colocações e ações, seu senso de humor ácido nos diverte em seus diálogos com Han Solo e até em momentos onde aparece sem saída, como quando pensa em pisar na capa esvoaçante de Darth Vader, só para vê-lo cair para trás.

O Cafajeste — Ao conhecermos os pensamentos de Han Solo, podemos perceber que a transformação que ele sofre ao longo da história, indo de mercenário a aliado dos rebeldes, não passa na verdade da apropriação de algo que já estava dentro dele. É bom saber como ele enxerga os outros dois protagonistas de início e como o sentimento de compaixão vai mudando sua forma de agir.

E por mais que ele não acredite em ‘misticismo’, é possível perceber o respeito, disfarçado de curiosidade, que ele tem sobre os Jedis. Também é legal conhecer um pouco mais da relação entre ele e Chewbacca. Os diálogos ficam mais claros e podemos até ter umas surpresas em relação ao grande extraterrestre peludo.

O garoto da fazenda — Sabemos que Luke Skywalker cai na história de ‘paraquedas’ (só aparentemente, se considerarmos que ‘A Força’ já estava se organizando para isso). Que ele tinha grandes sonhos, nós temos conhecimento, mas a batalha interna que ocorre diante do turbilhão que ele presencia mostra o quanto ele é parecido com seu pai.

O medo do novo e a intensa vontade de fazer a diferença; a tristeza das perdas, o apego às pessoas que lhe são caras e o orgulho de saber do poder que está à sua disposição. Tudo isso em choque com a psicologia de um adolescente que sai de um planeta á margem, para ganhar toda a galáxia, pode despertar a dúvida sobre a capacidade do garoto. Mas, enxergar o mundo com seus olhos nos faz acreditar que seu maior poder está na bondade de seu coração. E isso pode parecer piegas de se afirmar, mas Star Wars é isso mesmo, um conto sobre a velha (e clichê) batalha do bem contra o mal.

Além de tudo isso, ainda temos a presença dos dróides C3PO e R2D2, que sempre são um alívio para a tensão. Ben Kenobi, com sua participação pequena já sendo uma presença forte para o crescimento de Luke. Já de outro lado, a presença de Darth Vader é poderosa e amedrontadora. O que se justifica, pois no início os personagens ainda estão lutando pela sua autoconfiança.

O final, cuidado, spoilers, já nos apresenta um trio experiente e vitorioso. Repletos de esperança, eles não são mais uma princesa, um cafajeste e um garoto da fazenda. São três guerreiros, capazes de trazer a vitória final para a Aliança Rebelde. E fica a curiosidade de ler os outros dois livros que compõem a trilogia enquanto aguardamos ansiosamente os novos filmes!

Star Wars — Uma nova esperança: A princesa, o cafajeste e o garoto da fazenda. Por Alexandra Bracken. Editora Seguinte

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER