Stephen King: O Mestre do Horror

Semana que vem é Halloween e para ir entrando no clima, a coluna The Box Is On The Table de hoje vai focar em um cara que é praticamente a personificação do terror: Stephen King.

Não existe pessoa no mundo que possua um mísero pingo de cultura na alma que nunca tenho ouvido falar em Stephen King, o mestre das obras literárias de suspense mais famosas do mundo. Tão famosas que as tentativas de emplacar com suas histórias, seja na telona ou na telinha, são inevitáveis (mesmo que falhas, na maioria das vezes).

E como eu sei que a coluna Perfil tá badaladíssima, nada mais justo do que uma apresentação básica do escritor por aqui mesmo. Stephen Edwin King nasceu nos Estados Unidos, em Portland, no dia 21 de setembro de 1947. Dizem as más línguas que a inspiração para o gosto pelo gênero macabro de Stephen provém de sua infância um pouco conturbada, regada pela fuga de seu pai, morte da mãe e amigos, além de muito álcool e drogas, algo que já não faz mais parte de sua vida.

Depois de ter estudado e ensinado Inglês na faculdade, Stephen já possuía em mente muita bagagem para expor em suas obras. A primeira de todas (e a mais famosa, por sinal) foi sobre uma garota com poderes psíquicos chamada Carrie, em Carrie, A estranha, seguido pelo ótimo A Hora do Vampiro e O Iluminado, livros que o colocaram no hall dos melhores escritores.

O meu trabalho principal aqui no Box é trazer para vocês, as ligações que existem entre os livros e as séries de TV, e olhem, Stephen King tem um grande acervo nessa dobradinha que tanto vem sendo utilizada nesses últimos anos. Começando por The Dead Zone (ou O Vidente), a série que contava a história de Johnny, que depois de 6 anos em coma, acorda com a habilidade de prever o futuro ao tocar em algo ou em alguém. The Dead Zone teve seis temporadas completas e assim, foi mais bem-sucedida do que o filme de 1983 baseado no mesmo livro, A Zona Morta.

Após isso, uma empreitada inspirada no livro de Stephen King, The Colorado Kid, estreou em julho deste ano. A série Haven, que é transmitida pelo canal Syfy, apresenta a agente do FBI, Audrey Parker como protagonista. Recém-chegada na cidade Haven com o objetivo de solucionar um assassinato, Audrey acaba se deparando com vários eventos sobrenaturais envolvendo os próprios cidadãos da cidade. Haven foi uma dessas produções que não teve uma boa aceitação por parte do público (especialmente, os viciados de plantão tupiniquins), mas ainda assim, a ela já foi renovada para uma segunda temporada.

Mas se tem algo que Stephen King fez com maestria, e se me permitem dizer, é o seu ápice de criatividade e genialidade, esta é a saga The Dark Tower (ou A Torre Negra), uma história dividida em sete volumes que nos apresenta o personagem Roland Deschain, o último vivo de uma ordem de pistoleiros no mundo, que tem por objetivo alcançar a Torre Negra, para assim, salvar a sua civilização da destruição.

Burburinhos de uma suposta adaptação de A Torre Negra já vinham percorrendo os sites de notícias há um tempo, mas agora já está mais do que confirmado que a Universal Pictures e a NBC Universal Television Entertainment estão em fase de pré-produção para o filme e uma série de TV inspiradas na saga. A ideia central é criar uma trilogia para os cinemas e, entre os intervalos de um filme para o outro, encaixar a narrativa do seriado na história.

Só para se ter uma noção do que está por vir, Ron Howard (O Código da Vinci, Uma Mente Brilhante) é quem irá dirigir o primeiro filme e a primeira temporada da série, além de ter como parceiro, o roteirista Akiva Goldsman e o próprio Stephen King no grupo. Ainda não há elenco escalado para as adaptações, e nem mesmo data de lançamentos para ambos os formatos, mas isso é apenas uma questão de tempo.

Com um grande projeto como A Torre Negra vindo aí, você não irá ficar parado sem ler os sete volumes da saga, não é mesmo? Eu garanto que vale muito a pena conferir a incrível jornada de Roland Deschain, um dos, senão o melhor, livro que Stephen King já criou.

E para finalizar esta coluna, eu pergunto: tem alguma obra do Stephen King que gostariam que se tornasse série de TV também? Conte para gente nos comentário e me faça feliz…

Até a próxima, cults!

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!