Supernatural 8×14 — Trial and Error

Isso é diferente, por causa destas merdas de provas da ‘corrida de obstáculos’ de Deus. Já passamos por isso antes, cara… Com o Olhos Amarelos, Lúcifer, o maldito Dick Roman. Nós dois sabemos onde isso acaba: um de nós morre. Ou pior”. Dean

Encruzilhada. Cães do inferno. Pó de vodu. A trama central da temporada — e o cerne de Supernatural — voltou com tudo em Trial and Error! E tudo graças a Kevin, que finalmente conseguiu decifrar a primeira parte da Tábua dos Demônios: para fechar de vez os portões do Inferno, é preciso realizar três tarefas na pegada dos Trabalhos de Hércules. Coisa básica, a primeira delas era matar um cão do inferno e se “lavar” em seu sangue…

Com isso em mãos, os Winchesters foram atrás da família Cassity, que inexplicavelmente encontrou petróleo em sua propriedade há 10 anos. Ou seja, um pacto foi feito com Crowley! Melhor jeito impossível de achar um cão do inferno, já que as criaturas são enviadas para cobrar as dívidas dos humanos que vendem suas almas.

Vários flashbacks passaram por nossa mentes durante este episódio: Dean sendo morto por um cão no fim da terceira temporada…Os cães que mataram Ellen e Jo na quinta temporada…E a ironia cruel: só agora, depois de decifrada a Tábua, é possível enxergar os cães, mesmo que em forma de sombras, com óculos passados em fogo divino.

A plot da família foi bem previsível. Apesar dos estereótipos do velho canastrão, da filha perua e da viúva, a culpada pelo pacto era a empregada. Um dos pactos, já que foram feitos três na mesma casa! Crowley deitou e rolou com os Cassity…

Supernatural 8x14 - Trial and Error

A reviravolta acabou sendo a atitude de Sam. A frase que abre esta review me convenceu de que Dean seria o encarregado das tarefas divinas. Afinal, ele realmente é o “soldado raso”, que sempre cuidou de Sam, que foi para o Inferno e para o Purgatório, e que era o receptáculo escolhido por Miguel.

Assim, nada mais óbvio do que ser ele o responsável por fechar os portões do Inferno pra sempre, certo? Só que não! E nisso tenho que concordar 100% com os roteiristas: já passou da hora de Sam ser o herói.

Ele bebia sangue de demônio, se envolveu com a Ruby, perdeu a alma e era o escolhido de Lúcifer. Pô, chegou a vez dele se redimir! Não dá para esquecer o sacrifício de Sam na inesquecível finale da quinta temporada, mas convenhamos que Dean sempre é o mais ferrado dos irmãos. O que sempre faz tudo pelos outros. Vai que é tua, Sammy!

É uma missão suicida pra você. Eu também quero fechar o Inferno, mas eu quero sobreviver. Eu quero viver, e você deveria querer também. Você tem amigos aqui, família. Eu vejo luz no fim desse túnel, e se você vier comigo, posso te levar até lá”. Sam

Por fim, destaco ainda todo o empenho e sacrifício do nerd de plantão Kevin, que está se matando — literalmente — para decifrar a Tábua. Alguma dúvida de que, se continuar nessa pegada, ele não sobrevive até o final? Vai ser uma pena…

Como o Box noticiou nessa semana, Supernatural foi renovada para seu nono ano. Já era de se esperar, afinal a série tem melhorado a cada episódio, tanto na audiência quanto no roteiro, e a saga dos Winchesters não teria como acabar agora. Pelo menos mais um ano é preciso, o que acaba de vez — espero — com as “viúvas da quinta temporada”, aqueles que só reclamam da série há três anos.

O que achou de Trial and Error? Acha que Sam vai dar conta das próximas tarefas? Deixe seu comentário!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!