Supernatural 8×19 — Taxi Driver

Dean amigo de um vampiro? Vocês saíram mesmo dos trilhos enquanto eu estive fora”. Bobby (sobre Benny)

Sensacional! Quando a gente acha que Supernatural já deu o melhor de si nessa temporada, os roteiristas nos surpreendem mais uma vez. Tivemos de tudo em Taxi Driver — homenagem ao clássico de Scorsese — desde a volta de Benny, até a trama envolvendo Kevin, Crowley, Naomi e as tarefas de Deus, passando pela mitologia dos demônios da encruzilhada com um novo elemento: demônios-coiotes que fazem a travessia entre Inferno e Terra, numa passagem nada agradável pelo Purgatório.

E você acha que foi só isso? Na segunda tarefa de Sam em busca de fechar os portões do Inferno, ninguém menos que nosso querido e saudoso Bobby Singer deu as caras mais uma vez! Como é bom ver Jim Beaver de volta, nem que seja para uma participação especial.

Depois de matar um cão do inferno e se banhar com seu sangue, a tarefa em questão envolvia salvar uma alma inocente do Inferno, e levá-la até o Paraíso. Ao ficarem sabendo que Bobby foi levado para o Inferno por ordens de Crowley (imagina se o Rei não iria perder a chance de se vingar do velho caçador), os Winchester não pensaram duas vezes para ir até lá salvá-lo. Dois coelhos…

Taxi Driver

Gostei de ver a atitude de Sam, tomando de vez a frente da situação e se impondo sobre Dean. O primogênito acabou tendo que esperar com Kevin — cada vez mais sequelado pelo trabalho de profeta — e salvar o dia quando a situação ficou preta. Pra variar.

Nessa hora, quem surpreendeu foi Naomi. A anja toda poderosa desceu dos céus e se apresentou formalmente para Dean. Para convencê-lo, ela “justificou” as bizarras atitudes com Castiel, e disse estar ai pro que der e vier, já que é do interesse do Paraíso fechar os portões do Inferno.

Como era de se esperar, Naomi surgiu na hora H e foi a responsável por levar Bobby para descansar em paz no Paraíso (assim esperamos, mas do jeito que as coisas vão, não dá para descartar outras participações do mentor dos irmãos).

Sua burocrata, você está lutando fora da sua categoria de peso!”. Crowley

“Não me chame de burocrata!”. Naomi

Por fim, uma menção honrosa ao herói do episódio, o ambíguo Benny. Desde o início da temporada, sua relação com Dean — que é pra ser fraternal, mas dá margem à imaginação dos fãs que escrevem fanfics — foi mostrada de maneira totalmente diferente do que estamos acostumados em Supernatural. A exceção de Ruby, que se mostrou duas-caras, e da recém finada Meg, nunca um monstro se regenerou, e muito menos ajudou os Winchester pelo bom coração.

O vampiro não só se tornou bom, como teve uma segunda chance de viver na Terra. Ao constatar que sua existência se tornou incompleta entre humanos e vampiros, o sulista aceitou de bom grado o “favor” que Dean pediu: morrer de novo e, no Purgatório, ajudar Sam a sair de lá com Bobby.

Mas vale lembrar que o fato de Benny escolher ficar no Purgatório não elimina o personagem da série. Assim como Bobby. Tudo é possível em Supernatural, e a morte pode ser só o começo…

O que achou de Taxi Driver? Ansioso para ver o que aconteceu com Kevin? Será mesmo que a Sra. Tran morreu, ou é mais um blefe de Crowley? Comente!

PS: Balls!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!