Suposições do Emmy: Melhor Ator Coadjuvante em Drama

Continuando com a lista de suposições aos indicados ao Emmy, hoje na categoria ‘Melhor Ator Coadjuvante em Série Dramática’. De todas as que já listamos até agora, talvez esta seja a sua favorita pois tem muito ator bom (e booooom) na lista abaixo. Alguns sacrifícios pesados foram feitos para chegar até estes cinco finalistas, mas as apostas estão aí:

John Slattery, Mad Men

Papel: Roger Sterling
No papel do maior mulherengo em um escritório cheio de mulheres, Slattery mantém a decência de nos fazer continuar apostando nele como favorito da categoria. Mad Men é uma capsula do tempo, e se eu fosse um pouco mais idiota teria achado que Slattery saiu intacto da Madson Avenue dos anos 60.

Aaron Paul, Breaking Bad

Papel: Jesse Pinkman
O cara realmente entrou no papel nesta temporada (não que a temporada anterior tenha sido ruim. Digamos que ele apenas se superou onde não esperávamos superação. Com o retorno dos roteiristas, Jesse retornou ainda melhor. Ainda conseguimos ver ele na fossa ao final da segunda temporada — e não, isso não é bom! Bryan Cranston pode até ter os melhores enredos e créditos por seu bom trabalho, mas acho que o melhor dele é dar espaço para atuações como a de Aaron. Tanto que se ele levar o prêmio, é bom agradecer ao Cranston.

Ryan Kwanten, True Blood

Papel: Jason Stackhouse
Ryan não está na lista só pq é bonito e gostoso… Ele está na lista pq é bonito, gostoso e um ótimo ator! Sim, ele tem todo aquele corpão, músculo de aço e tudo mais. Mas há que se considerar que transparecer em uma série superando aparência é considerável e o desafio de interpretar alguém completamente diferente de você já te coloca degraus acima. Não quero ser fofoqueiro, mas pelo que andei lendo Ryan está longe, mas muito longe… Tipo, no sentido contrário, de ser o molherengo que Jason Stackhouse é… Desculpa, mulherada (não to dizendo nada, ninguém leu nada aqui)! Só por isso ele já não merece uma indicação?

Michael Emerson, Lost

Papel: Benjamin Linus
Preciso apresentar o cara? Ok, só para iniciantes… Atores que tem passado forte em teatro parecem fazer miséria quando chegam às pequenas telas de TV; caso sustentado com o exemplo de Michael Emerson. Ele se supera em cada cena (particularmante nas que é mais assustador) e continua sendo um dos favoritos ao prêmio. Talvez a terceira vez seja a melhor de todas para se ganhar.

William Hurt, Damages

Papel: Daniel Purcell
Ator bom é assim, chega chegando em série que já começou e conquista espaço, além de chamar atenção. Hurt interpretou Daniel Purcell, um cara que podia fazer de tudo, menos o esperado — bom, estamos falando de Damages e nesta série ‘esperado’ é uma palavra que não existe. A gente sentiu por ele, odiou ele, daí amamos ele de novo, daí deixamos de nos importar… Uma montanha russa de emoções. Mas foi nos momentos em que o personagem estava perdido que o ator realmente brilhou em cena. Mas depois ele logo provava que não tinha carater algum e a gente voltava a odiar ele sem remorso.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER