Survivor: Cagayan 28×09 — Sitting In My Spy Shack

Uma coisa das mais impressionantes do confinamento em ilhas desertas é a perda gradativa do senso de confiança. Não é possível que, em situação normal, confiar-se tão cegamente em alguém como Tony. Trisha e Woo se agarram na promessa de ir longe no jogo na aba de Tony, mas este não se sentiria mal em ter que trair os amigos.

Assim, nasce mais um mito do Survivor. Tony, o policial de New Jersey conseguiu o protagonismo total da edição. Ele formou uma aliança majoritária, traiu essa aliança e voltou para eles como se a atitude de agente duplo fosse perdoável no jogo. Isso evidencia a falta de pulso e personalidade de seus pupilos. E Tony sabe disso. E usa do fato de ser mais astuto que os companheiros para fazer e desfazer alianças com muita facilidade.

Survivor Cagayan 28x09

Se os companheiros de tribo, após a mistura, não se moverem, Tony será conduzido sem maiores dificuldades à final. E Spencer está certo: meu voto seria dele também, pois ele está sim jogando o Survivor em sua essência e não deixando-se levar até onde conseguir. Os demais participantes estão assistindo um passeio de Tony sobre eles. Kass se apagou, Tasha mostrou-se forte nos desafios de equilibrio mas assim que não ganhar uma prova vai rodar. Spencer só avança se conseguir ganhar todas as imunidades até a final.

Um jogo que estava completamente imprevisível tornou-se previsível com muita facilidade. Ainda assim, quando todos correm riscos, me diz porque eles não estavam procurando enlouquecidamente o ídolo especial? Apenas Tony o procurou. A achou. Além disso, quando um ídolo é usado, ele volta ao jogo. Então tinham 2 ídolos para serem achados, e apenas um participante procurando.

O tão aclamado ídolo especial nada mais é que uma retomada da história do programa. Nas primeiras temporadas em que o ídolo foi introduzido ele poderia ser usado sempre após a revelação dos votos, e este ídolo especial também é assim. Agora com a grande vantagem de poder se fazer uma estratégia em cima deste fato, e não apenas se proteger.

Como foi Tony, sempre ele, que achou o ídolo (e se ele continuar neste ritmo vai tomar o posto de Russel Hantz de maior caçador de ídolos do programa), agora o jogo está completamente nas mãos dele. Já vimos cenários parecidos no programa. O desafio de Tony agora é saber como usar todas as ferramentas do jogo que ele tem em mãos e não se perder. Já vimos também que ele tem uma cabeça muito fraca, joga mais com o coração que com a cabeça e estoura com facilidade, quando acuado. Torço para que ele ache este equilivrio e vá longe no jogo, porque é o único que faz por merecer. Até a próxima semana!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER