Survivor: San Juan del Sur 29×09 — Gettin’ to Crunch Time

Um episódio marcado por erros estratégicos. Este foi o que vimos esta semana na Nicarágua. Os jogadores começam a colocar suas asinhas de fora, e o jogo deu uma guinada que ainda não tinha sido visto nesta temporada, comandada por dois pares de familiares que ainda estão no jogo.

Jogar a favor dos pares é um bobagem. Os casais começam a ver que deixar os que estão por conta própria no jogo é um risco grande. Agora são 6 jogadores agrupados 2 a 2 (Keith e Wes, Jon e Jaclyn e Missy e Baylor) e três jogadores solos (Natalie, Reed e Alec). Os casais são a maioria, e ter um top 6 formado apenas por casais agora é possível, e não era uma coisa pensada no Blood vs Water original. Na outra edição, os participantes que estavam sozinhos eliminaram os que estavam formando casais pela falta de foco dos mesmos e por eles terem deixado passar muito despercebido Tyson e Gervase.

Agora, o que dizer do dilema Blood vs Water vivido por Missy? Ela foi incapaz de lutar verdadeiramente em uma prova quando o adversário é a filha. As duas provas nas quais elas se enfrentaram, Missy praticamente entregou a vitória a Baylor. Dentre os participantes, são as únicas que deixam se abalar, em provas, quando são postas juntas. E Missy vem deixando isso acontecer.

survivor-29x09

Ela é o tipo de pessoa que faz tudo para ver a filha amada feliz, eliminou quem ameaçou a filha nos primeiros episódios e agora permitiu que ela ganhasse a recompensa da semana, se tornando a jogadora mais perigosa da competição. Será que ele s não vão enxergar isso? Será que eles não vão ver que ela vai escolher Baylor a despeito de qualquer um a qualquer momento? A maioria sendo casais facilita este comportamento de Missy, uma vez que a premissa é verdadeira para Keith e Jon também, que farão de tudo para proteger Wes e Jaclyn no jogo.

Blood vs Water custou a engatar a primeira, mas agora foi. E muito veladamente, vem se desenvolvendo uma temporada cheia de paradoxos e contradições. Há uma chance de Reed crescer no jogo agora se ele mostrar para Jon qual é a estratégia de Missy, e montar uma estrategia nesse ponto: as contradições que Missy apresenta. Caso contrário, os 6 vão chegar ao Top 6 dos casais e a briga vai ser feia. Ninguém vai admitir voto no ente querido. Se isso for levado ao extremo, pode rolar outra escolha com as purple rocks

A posição de Jon e Jaclyn é extremamente confortável. Eles tiram as ameaças do caminho e moldam o jogo de acordo com suas vontades. Agora que eles traíram Natalie, a confiabilidade dos dois começa a ser desacreditada. Há um trabalho grande de gestão de conflitos para ser resolvida (Ah, como uma Parvati faz falta!). Caso Keith se alie a Missy e Baylor, o que eu duvido, as peças chave não serão mais Jon e Jaclyn, e sim Alec e Reed. Essa é a jogada. arriscada, que eles devem fazer. Desacreditar um dos casais para que os outros aceite a aliança com os sozinhos no jogo.

O próximo episódio, This Is Where We Build Trust, começaremos a ver essa situação a se desmbolar. E será um lindo fim de temporada. Até a próxima semana!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER