Talvez um dia, uma obra para quem gosta de uma bela história de amor.

Um realista e brilhante retrato de duas pessoas se apaixonando perdidamente uma pela outra. Talvez um dia é exatamente o que um New Adult deve ser.

No entanto, o fato de que eu estava mais do que provavelmente escrevendo sobre ela, não pareceu me parar, porque a única coisa em minha mente foi o simples fato de que eu estava na verdade escrevendo. Eu não tenho sido capaz de escrever letras em meses, e em apenas uma questão de minutos, era como se uma névoa se levantasse e as palavras começassem a fluir sem esforço. Gostaria de ter continuado se eu não sentisse que já tinha ido longe demais.” — LAWSON, Ridge

Sydney tem 22 anos de idade, está na faculdade de música, tem um bom trabalho e mantém um relacionamento sério há dois anos. Todas as noites, em um determinado horário, Syd sai para a sua varanda, assistir seu misterioso vizinho tocar violão. Ridge Lawson toca suas melodias do outro lado do pátio e parece nunca perceber Syd, e ela não se importa, afinal, ela só apreciando seu talento sem querer ser notada.

Mas eu ainda definitivamente tenho uma queda por sua forma de tocar violão.”— BLAKE, Sidney

Ridge e Sydney acabam se conhecendo, e por compartilharem um amor intenso pela música, espontaneamente vão construindo uma amizade. Cada um em seu lado do pátio, apenas se se comunicando por meio de mensagens de texto. Mas algo acontece na vida de Sydney e essa distância entre ela e Ridge vai deixar de existir.

Sydney descobre que seu namorado a está traindo, para piorar, com a sua melhor amiga e companheira de quarto. Entretanto, ao se negar ficar sob o mesmo teto que Tori, ela não tem pra onde ir. Não tendo opções, ela vai pedir abrigo para seu vizinho.

Ridge divide apartamento com seu melhor amigo Warren e Bridgette (amiga de Warren), como estão com um quarto vago, ele permite que Syd permaneça por um tempo e o ajude a compor durante essa estadia. Os dois passam muitos momentos compondo, e se tornam mais próximos a cada dia. Mas para a surpresa de Syd, Ridge tem uma namorada — Maggie -, e eles estão juntos há cinco anos.

Eu também não tenho certeza que eu ainda sou capaz de me mover. Sydney, Sydney, Sydney. O que você está fazendo? Eu absolutamente, sem sobra de dúvidas, não quero estar tendo esta reação agora. Faz uma semana desde que eu terminei com Hunter. A última coisa que eu quero, ou mesmo preciso é desenvolver uma paixão por esse cara. No entanto, estou pensando que pode ter acontecido antes desta semana. Merda. Eu inclino a cabeça e olho para ele. Ele está me observando, mas eu não posso dizer o que seu rosto está tentando transmitir.” — BLAKE, Sydney

Syd passa a notar que está começando a nutrir sentimentos por Ridge, e que ela gostaria que ele fosse mais que um amigo. Mas ela repreende esses sentimentos, por causa de Maggie. Ela presencia como eles se amam, e ao criar um vínculo de amizade com ela, tudo que ela mais quer é permanecer com essa relação e respeitar o relacionamento deles.

É nesse momento que Colleen me fez favoritar esse livro. Ela demostra a amizade e a maturidade de Ridge e Syd em relação aos sentimentos que eles nutrem um pelo outro. Conhecemos mais sobre o passado de Ridge e Maggie, e todo o alicerce que manteve esse relacionamento.

Talvez eu não seja o herói para ela que eu sempre tentei tanto ser, porque, agora, eu me sinto como se ela nem sequer precisasse de um herói. Pra que precisaria? Ela tem alguém muito mais forte do que eu jamais serei para ela. Ela tem a si mesma.” — LAWSONRidge.

Colleen Houver sabe como conquistar o leitor com sua escrita simples e sua história cativante. E nada é como parece ser. Não é clichê. Syd é uma personagem muito divertida e madura, por incrível que pareça, não teve um momento no livro que eu fiquei com raiva da personagem. Eu adorei ela e ri muito com cada pensamento que brotava da sua cabeça. Do mesmo modo que adorei Ridge, e a personalidade de Warren e Maggie.

Com narração intercalada entre Syd e Ridge, Colleen nos apresenta um romance, com um pouquinho de drama, que é gostoso de ler. É tão lindo que eu me peguei rindo e me emocionando em grandes momentos, principalmente a cada canção composta por Sydney e Ridge. Colleen Hoover definitivamente é umas das minhas autoras preferidas de livros para o público NA. Foi uma leitura rápida, leve, super divertida e emocionante.

Colleen deixou disponível na página dela, as músicas compostas no livro para serem escutadas.

Talvez um dia

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER