Tartarugas Ninja: sucesso das HQs na TV e cinema

Ninjas normais passariam despercebidos nos principais cenários. Mas estes não são ninjas comuns!

tartarugas-ninja-anos-90

Eles são quatro tartarugas mutantes, adolescentes e ninjas, que nunca poderiam passar batidas. Soa ridículo e bem idiota de tão surreal. Mas estas mesmas tartarugas mutantes criadas por Kevin Eastman e Peter Laird se tornaram tão amadas quanto a mais deliciosa pizza já feita.

Tudo começou em 1983, nos quadrinhos. Dominaram a mídia como poucos personagens já conseguiram, com recordes invejáveis. Já são tantos jogos de videogame que perdi a conta. O sucesso na bilheteria dos cinemas começou com um filme independente — que durante muitos anos foi o mais lucrativo da categoria.

Hoje elas estão de volta, com um novo recorde cinematográfico e uma sequência confirmada. Mas nada disso seria possível se elas não tivessem conquistado os marmanjos desta geração quando eles ainda eram pequenos. A chave de todo o sucesso está definitivamente na série animada da TV, inesquecível ícone dos anos 90.

A violência da HQ ficou de lado, assim como o próprio mito da origem das tartarugas. Na verdade, cada passagem delas pela mídia conta com novos elementos e até mesmo com um novo começo. Aí que está o charme.

Com certeza você está se preparando para matar saudades destas personagens tão queridas na tela grande. Portanto, este post vai ajudar a entender todo o emaranhado de referências que o novo filme da Paramount traz.

Mas antes, que tal conferir nosso videocast sobre o filme?

Origens

É difícil estabelecer qual seria a origem “correta” de Leonardo e seus irmãos, afinal cada meio tem uma história. Mas muitos consideram as HQs, espaço em que elas nasceram de fato. Lá, tudo acontece em um acidente de trânsito.

As tartarugas estão em um aquário quando um caminhão deixa cair um tubo contendo um líquido enigmático. Esse líquido entra em contato com elas e com o rato Splinter, que pertencia a um ninja fugido do Japão. Assim eles se tornam mutantes. April trabalha em umalaboratório.

Na série dos anos 90, Splinter é um Ninja japonês exilado que vive no esgoto. Ao entrar em contato com uma substância misteriosa, sofre a mutação que o transforma em rato.

Aqui, April é uma jornalista do canal 6, mesma profissão da personagem agora interpretada por Megan Fox — que tinha um pai cientista que realizava experimentos com mutagênicos nas tartarugas. O mesmo acontece na nova série de computação gráfica da Nick, porém April também é uma adolescente.

A violência. Ou falta dela…

tartarugas-ninja-filme

É claro que para agradar crianças, muitas coisas foram deixadas de lado. A violência, por exemplo!

Mas a série acrescentou muito à mitologia das Tartarugas, como por exemplo personalidade e cores. Não só pelas HQs serem em preto e branco, mas nesta mídia todas as tartarugas usavam uma mesma cor de faixa, que era vermelha.

E de pensar que a série dos anos 90 surgiu apenas para vender brinquedos. Por muito tempo foi a série de animação mais longa da TV, sendo desbancada anos após por Os Simpsons. A série foi cancelada em 1996, sendo revitalizada alguns anos depois.

Desta série surgiu uma linha gigantesca de brinquedos, rendendo ainda jogos de videogame e os três filmes. Ou melhor, dois filmes e meio, pois o terceiro filme é uma negação.

Mas vamos ao que interessa:

O novo filme

O blockbuster produzido por Michael Bay (Transformers) está quebrando todos os recordes. Sua sequência já foi até confirmada e este primeiro filme tem tudo para ser um dos maiores do ano. Tem humor, ação, aventura e muito saudosismo. O que não faltam são homenagens às séries, filmes e games das tartarugas com os quais você já se divertiu.

A narrativa é de pura adrenalina, engatilhada e acelerada. Talvez por isso a origem do mito não seja explicada ou aprofundada. É talvez a história que mais afasta a estética das tartarugas do que já conhecemos, e não estou falando dos polêmicos narizes inseridos na personagens. É nítida a influência da cultura afro-americana nesta versão das tartarugas.

Rapha, Donatello, Myke e Leo amam hip-hop, têm feições e falam como negros do Bronx e do Brooklyn. Agora são bombadões e carregam traços físicos de suas personalidades. Raph, o mais nervosinho, é o mais brucutu. Donatello, o nerd, agora usa óculos fundo de garrafa. Michelangelo, o extrovertido, vive com seu skate nas costas. Leonardo é o mais normal, se é que é normal ser uma tartaruga mutante.

tartarugas-ninja-2014

Apesar de tudo isso, o filme não é centrado no drama destas personagens. E sim no de April, uma jornalista que está no começo da carreira e quer se dedicar a grandes histórias. Farejando uma delas, acaba entrando em contato com ninjas contrabandistas. E, assim, com as tartarugas vigilantes que tentam livrar a cidade destes criminosos.

As origens do mutagênico U.S.E. não é muito explorado neste filme, o que deve ter sido salvo pela já aguardada continuação. Kraag (ou, O Cérebro) também não dá suas “caras”, muito menos o tecnódromo.

Destruidor mais parece uma mescla de Transformer com Edward Mãos de Tesoura, tendo feições do Predador — o que no fim das contas é super legal!

Ainda não viu? Então conte qual a sua expectativa! Já assistiu a esta grande estreia? Então deixe seu comentário sobre o que achou.

Cawabanga!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER