The 100 3×01 — Wanheda Parte 1

Wanheda Parte 1 consegue nos transportar de volta à The 100 e apresenta o enredo da terceira temporada.

Tem muitas pessoas.” — ALIE (sobre qual o problema do planeta)

“Quem é essa, papai?” — com certeza é o que Clarke deve perguntar a Bellamy assim que eles se reencontrarem, até porque não pegamos nem o nome desssazinha que está de pegação com ele. Se bem que ela também está bem ocupada =/

Wanheda Parte 1 entregou uma ótima season premiere, já que depois de quase 1 ano desde a última temporada, estamos desacostumados com o mundo de The 100 e seus personagens. Além de fazer referências ao tempo que eles passaram separados — “Essa é Indra?” — também falam sobre os problemas na Arca, — “Tem pessoas esperando para removerem os implantes contraceptivos” — e as consequências das mortes em Mount Weather.

the-100-murphy

A passagem de tempo de 3 meses foi bem ilustrada por Murphy, que ficou preso em uma espécie de bunker vendo o que aparentemente aconteceu um pouco antes do planeta ser destruído. E o que entendemos é que ALIE, a inteligência artificial, foi feita idêntica à sua criadora, Becca, e resolveu os problemas do mundo eliminando o principal problema: o excesso de pessoas.

Assim, não foi uma guerra nuclear que tornou o planeta radioativo, e sim ALIE, que liberou bombas radioativas na atmosfera. O fato da série já nos explicar isso é uma grande novidade quando se trata de distopias, já que na maioria delas só lidamos com o presente, e o passado nunca é explicado — vide The Walking Dead.

Já a pílula gigante que Jaha entrega para Murphy quase nos leva para a Matrix, e arrisco dizer que vamos levar a temporada toda para entender a tal Cidade da Luz. Emori parece ter sido colocada ali propositalmente para convencer o garoto, o que nos deixa imaginando qual o real alcance de ALIE e sua influência nos acontecimentos de outros lugares desse mundo.

Camp Jaha agora é chamado de Arkadia, e Bellamy e Lincoln parecem estar em paz entre si e com Kane, enquanto Abby enfrenta seus próprios problemas. Clarke só aparece na metade do episódio, não tão irreconhecível quanto gostaria com seu cabelo vermelho. Ela estava se dando muito bem sozinha até ser reconhecida por Roan (Zach McGowan), que deve tentar ganhar sua recompensa por entregá-la à Nação do Gelo, que teve sua má reputação construída ao longo do episódio.

Wanheda, ou Comandante da Morte, é como Clarke é conhecida agora, e Indra mostrou que reconheceu os esforços da garota ao avisar seu pessoal de que ela estava sendo caçada, o que não ajuda muito sua situação no momento.

The 100 -- "Wanheda: Part One" -- Image HU301D_0124 -- Pictured (L-R) Marie Avgeropoulos as Octavia and Devon Bostick as Jasper -- Credit: Cate Cameron/The CW -- © 2015 The CW Network, LLC. All Rights Reserved

Enquanto isso, Jasper enfrenta os próprios demônios enquanto lida com a morte de Maya. Para nossa sorte, seu enredo parece ser bem musical, já que tivemos uma ótima cena no carro embalada por Add it Up, do Violent Femmes — música repetida em uma outra versão pelo personagem sem nome de Shawn Mendes. Já sua bebedeira deve ter um fim em breve para que ele possa atuar, principalmente com Monty, que merece mais tempo em tela.

Interessante a maneira como a música está sendo abordada agora que eles estão tentando reconstruir seu modo de vida. Adolescentes usam músicas para expressar personalidade ou como refúgio, mas o quanto disso será que foi resgatado pela Arca?

Foi curioso ver Raven dirigindo — o que ela deve ter aprendido sozinha, já que a Arca não tinha carros — e notar que também está passando pelo próprio conflito com a piora da perna e o afastamento de Wick que vai voltar né?! oremos. Sua rede de relacionamentos também ficou limitada, e ela acaba interagindo mais com Abby, que tenta ajudá-la sem muito sucesso.

Octavia ficou perdida no processo, não pertence à lugar nenhum e não consegue aceitar as mudanças com Lincoln. Sua personagem foi uma das que mais passou por alterações durante as temporadas, e apesar de todos os seus esforços, ainda não conseguiu se encaixar. Apesar disso, é forte e deve lutar por si mesma em breve.

Um dos aspectos mais interessantes de The 100 e que foi bem desenvolvido em Wanheda Parte 1 é o aprofundamento dos personagens e as diferentes maneiras com as quais eles lidam com os acontecimentos. E como as mortes em Mount Weather foram muito impactantes, é natural que eles não tenham se recuperado nos 3 meses que se passaram, por isso devemos ver as consequências disso por pelo menos mais alguns episódios.

Podemos esperar uma temporada cheia de ação e com muitas reviravoltas, e a promo da próxima semana já nos dá uma amostra disso:

Não esqueça de votar em Wanheda Parte 1, e comenta aí o que achou do retorno de The 100 😉

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER