The Blacklist 1×22 — №8 Berlin: Conclusion (Season Finale)

Eu matei Sam porque ele estava sofrendo e queria morrer, e porque eu precisava proteger você da verdade”. — REDDINGTON, Raymond

Depois do episódio da semana passada, tudo indicava que a season finale de The Blacklist seria, no mínimo, épica. Mas tudo foi uma sucessão de clichês, cenas desnecessárias e perda de tempo. Em uma palavra, o encerramento da temporada foi uma decepção.

Como já era de se esperar, o episódio começou onde parou na semana passada, e a busca pela identidade de Berlin conduziu a história. Mas antes disso descobrimos que a tal organização que Red foi pedir ajuda para capturar Berlin tem poderes inclusive sobre o FBI, e que conseguiu a “transferência” de Red, para que ele pudesse fugir.

Como Berlin já parecia ser um inimigo bem poderoso, não é nenhum espanto que toda a equipe da força-tarefa estivesse com um alvo atrás das costas, e primeira vítima foi Meera. Uma morte rápida, até um pouco chocante, de uma personagem que, no fundo, não fará falta. Já Cooper, sinceramente, não teve impacto ou emoção, pois acho que era o mais previsível. Mas pela cena dele mexendo os dedos, há chance de o vermos de volta na próxima temporada.

the blacklist 1x22

Mas vamos ao que interessa. Berlin é um ex-soldado russo, bem implacável, e que foi preso após a filha ter se apaixonado por um dissidente e ele tê-la ajudado a escapar. E, para completar, eles mataram a filha do cara e mandaram os pedaços para ele. Pronto. Estava criada uma verdadeira máquina de matar. Agora faltou revelar o motivo de ele ter ido atrás de Red. Eu dormi em alguma parte ou isso realmente não foi revelado?

No meio da confusão ainda tivemos a morte de Tom, outro que não fará muita falta na série. Afinal, ele era apenas a ponta do iceberg, um jeito de atingir e controlar a fraqueza de Red: Liz. Por falar nela, Megan Boone sempre foi o elo fraco da série, em termos de atuação, e também não convenceu muito nessa season finale. Parece que sempre falta alguma coisa, uma maior entrega da atriz. Eu, sinceramente, não consigo sentir nenhuma emoção que ela tenta passar. E isso fica ainda mais evidente quando ela contracena com Spader que, mais uma vez, arrasou.

Para piorar o que já não estava bom, ainda há a confirmação de que Red é mesmo pai de Lizzie. Mais clichê impossível, gente! Eu achei que já tínhamos superado isso e que a história seria mais profunda e interessante do que um pai protegendo sua filha. Tudo bem que o jeito que Red sempre tratou Liz foi bem paternal e cuidadoso, mas, ainda assim, eu esperava mais do que uma solução fácil dessa.

Resumindo: a primeira temporada de The Blacklist rodou, rodou, rodou e voltou ao ponto de partida. A impressão que passa é que os 22 episódios poderiam ser resumidos da seguinte forma: Red tem um inimigo que ameaça seus negócios e suas vulnerabilidades, se entrega ao FBI e exige trabalhar com Liz, que é sua filha a quem ele precisa proteger. E aí tivemos um monte de bandidos para, no final, o inimigo escapar e sobrar história para a próxima temporada. Poderiam ter feito melhor que isso, hein!

Por fim, resta-nos torcer por uma segunda temporada mais consistente e que evolua o arco narrativo. Não poderemos ficar rodando em círculos para sempre. Até lá!

PS: Nem o nome do episódio faz sentido, já que não houve conclusão alguma!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER