The Blacklist 3×08 — Kings of the Highway

O cenário de The Blacklist muda outra vez em Kings of the Highway.

Elizabeth Keen, você está presa.”— RESSLER, Donald

Reddington é o tipo de gênio do crime que está sempre três passos à frente de todo mundo. Se algum plano dele falhar, ele já está com tudo engatilhado para dar a volta por cima. Por isso foi extremamente desconcertante vê-lo ser capturado por um bando de caipiras.

A impressão que passa é a de que os roteiristas não quiseram pensar muito para encontrar uma situação mais criativa. Afinal, Red não é o tipo desavisado que seria sequestrado tão facilmente sem ao menos mostrar resistência, o que chamaria a atenção em um posto movimentado.

Todavia, dos males, o menor. A verdade é que pela primeira vez em The Blacklist, Red é pego realmente com a guarda em baixo. Sozinho, sem nenhum recurso. Ou seja, ele teve que se virar para se livrar dos reis do asfalto. Em se tratando de bandidagem, porém, Red é mestre, e não demora muito para ele criar uma ruptura no grupo com seus jogos mentais.

Foto: Divulgação NBC

A grande pergunta parece ser como esse grupo de desajustados foi parar na 108ª posição na lista dos criminosos mais perigosos do mundo. Que a lista negra de Red nunca foi física, todos já sabíamos. O que esta temporada está deixando claro é que ela também não está pronta.

E não apenas porque Red não sabe a identidade de determinado criminoso que ele sabe que existe. A lista negra está aberta para todo e qualquer um que ou seja útil para os objetivos de Red, ou o atrapalhe. Mesmo que ele nunca tenha ouvido falar. É o caso dos Kings of the Highway, assim como foi o caso de Arioch Cain.

E, no episódio desta semana, o objetivo de Red e Liz era tomar posse da maleta misteriosa. Assim como o Fulcrum foi um dia, a maleta é a chave da vez para combater o Cabal. E como num jogo de azar em que dá tudo errado, Liz é obrigada a apostá-la para libertar Red. O que ela não contava é que seria surpreendida pelo FBI.

A decisão de entrar em contato com Samar para descobrir a localização do celular de Red foi acertada. Liz não tinha ninguém a quem pedir ajuda, e não poderia arriscar ser reconhecida. E Samar ainda estava em dívida com Red por causa do irmão, além de saber que ela corre perigo.

Só que Ressler pode ser meio estúpido à vezes, mas é um homem de princípios por causa do que aconteceu com o pai dele. Neste episódio, pudemos entender melhor como ele pensa. O problema é que essa atitude dele pode ser ética, mas está afastando todo mundo e o deixando sozinho em meio a todas as víboras do Cabal.

A revelação de que Laurel Hitchin também faz parte do grupo secreto só confirma que Liz, agora presa, vai correr perigo de vida. Pelo menos não deve demorar muito para que Ressler descubra o envolvimento dela. Ela provavelmente vai questioná-lo sobre Tommy Markin e ele vai ligar os pontos de que ela é a assassina de Reven Wright. Resta saber se será tarde demais para Liz.

Isso, e tudo mais, só vamos descobrir a partir de 7 de janeiro.

Outros pontos:

-Todo o enredo de Tom e Cooper pareceu tão desconectado do resto da história que fica até difícil classificar. A saída lógica foi mesmo fazer com que Solomon soubesse da localização de Karakurt. Rolou até uma confissão de que a mulher do Cooper o traiu para deixar a situação mais estranha ainda. Só as cenas de ação compensaram.

-Foi Dembe se separar de Red que a coisa desanda. Ele sabia disso, mas foi ordenado a pegar a maleta misteriosa.

-Por falar na maleta, que bela referência a Pulp Fiction. Só faltou o brilho dourado.

-Na verdade só falta mesmo a gente saber quem era o agente do FBI que recolheu a maleta na floresta. Será que era outro membro do Cabal ou algum homem do Red?

-Tudo bem que Ressler e Samar não combinam nada como casal, mas logo no dia seguinte ao que eles ficaram ele a chama de traíra e a despede? Vai morrer solteiro.

-Liz “infiltrada”, se passando por outra pessoa, é a melhor Liz. Isso diz muito sobre a personagem.

-É claro que Aram quer fazer a coisa certa e ajudar Liz, mas ele só falou com Ressler porque descobriu que os dois tinham dormido juntos. Foi triste ver a carinha de decepção dele.

-A gótica dos KOTH é a mais doida. Como se não bastasse o chá de bonecas dos horrores, o comparsa discute e mata o namorado dela e ela diz que foi lindo. Pra melhorar, só Red dizendo que “é por isso que eu não vou a reuniões familiares”.

-A música “Blame it on me”, de Geroge Ezra, caiu como uma luva pra sequência final. Cada um teve sua parcela de culpa para que chegássemos até aqui.

-Mais alguém sentiu um certo clima quando o Ressler finalmente pegou a Liz?

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER