The Cleveland Show: A família chocolate

The Cleveland Show é a terceira série de animação de Seth MacFarlane produzida para a Fox.

Depois do sucesso de Family Guy e American Dad, a emissora resolveu investir em mais essa empreitada e, atualmente, com exceção de The Simpsons, a grade de animação da Fox depende totalmente de criações de MacFarlane.

Mais que um spin-off de Family Guy, The Cleveland Show é uma chance de aproveitar melhor a carismática personagem de Cleveland Brown (ainda dublado por Mike Henry de Family Guy) e seu recém-rechunchudo filho, Cleveland Jr (dublado por Kevin Michael Richardson, a voz de Goro no filme Mortal Kombat, e outras personagens em games como Metal Gear Solid, Halo e Crash Bandicoot).

Cansado de ser um coadjuvante em Quahog e viver sempre à sombra de seus amigos, Cleveland resolve deixar a cidade em busca de uma nova vida, com suas próprias histórias e seu próprio círculo de amigos, em que ele possa ser a atração principal.

Em sua jornada para a California, Cleveland resolve dar uma paradinha em sua terra natal, a cidade de Stoolbend na Virginia. Lá Cleveland revisita seus lugares preferidos de outrora, dentre eles sua antiga escola e acaba por reencontrar Donna (dublada por Sanaa Lathan, a Michelle Landau de Nip/Tuck, também atriz nos filmes Blade e Alien vs Predator), sua antiga paixão do colegial.

No desenrolar da trama, Cleveland conhece Rallo (também dublado por Mike Henry) e Roberta Tubbs (dublada por Reagan Gomez-Preston, a Melissa de That 70’s Show), filhos da então divorciada Donna e acaba por cativá-la pela figura paterna segura e atenciosa que exerce.

É baseado nessa relação que se constrói The Clevaland Show, em que o protagonista busca em sua nova família uma razão para permanecer em sua terra natal.

Um exemplo bem interessante da interação de Cleveland com sua nova realidade, é a aparição de seu vizinho, o urso Tim (dublado pelo próprio Seth MacFarlane, ele de novo), no piloto. Ao avistar Tim fumando na varanda, Cleveland exclama assustado: “Ahhhh, um urso, um urso…” E Tim, prontamente, responde: “Ahhhh, um negro, um negro… E aí como se sente?” Uma maneira bem inteligente, e engraçada, de demonstrar que o preconceito existe nas maneiras mais diversas, podendo, inclusive, partir daqueles que se dizem oprimidos.

Muitos acusam The Cleveland Show de ser apenas uma versão de Family Guy com protagonistas negros mas, apesar de dividir muitas semelhanças com o show que o originou (principalmente com relação à estrutura das piadas), Cleveland consegue sustentar-se pelos próprios esforços. Seja pela personagem cativante do protagonista ou pela naturalidade em que ele estabelece os laços com a nova família. Nada parece fora de contexto.

Seth MacFarlane parece ter muita certeza das coisas que faz, e The Cleveland Show não é diferente. Se você já é fã de Family Guy e American Dad, já sabe o que esperar por aqui. Se ainda não conhece os trabalhos de MacFarlane, que tal começar pelo piloto de The Cleveland Show?

Não esqueçam de deixar seus comentários.

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!