The Crazy Ones 1×06 — Hugging the Now

Você ainda quer se sentir relevante. Como se não fosse só parte do passado, mas do presente.” — Lauren reflexiva

O que dizer sobre esse episódio, além de que ele foi extremamente fofo? O mais curto episódio até agora, não nos trouxe grandes gargalhadas. Mas foi especialista em cenas tocantes, olhares verdadeiros, e declarações sinceras que tocaram todos, inclusive nós, de maneira profunda.

A excelente abertura, com a apresentação da campanha sobre disfunção erétil acompanhada até de um coral, foi mais do que incrível. A química entre eles, o texto bem elaborado, as cutucadas, as piadas inteligentes, todo o sarcasmo da série estava nessa cena inicial. Uma bela apresentação para um episódio que, diferente do que indicou essa abertura, não foi sobre sexo.

the crazy ones 6

Dessa vez não tivemos ninfomaníacas europeias, nem sex face. Tivemos um Simon cada vez mais “gente como a gente”, e Sidney revelando mais uma de suas camadas. Dessa vez o episódio foi sobre os protagonistas, e eles brilharam. Robin Williams conseguiu passar para todos nós a fragilidade do personagem. Um Simon que (assim como o ator), esconde atrás das piadas e dos ataques megalomaníacos, uma pessoa insegura, que tem o simples desejo de ainda se manter relevante.

Sidney nos trouxe a história do seu amor de colégio, que coincidentemente trabalha com propaganda, e é concorrente de Simon no prêmio Impact de Criativo do Ano. Sem mais delongas, logo Sidney e Josh ficam juntos, para desespero de Andrew, sou teamAndrew desde de criancinha. Mas percebemos rapidamente que ele não é homem para Sidney. E apesar de toda aquela explicação sobre o “roubo” ser totalmente condizente com o universo da publicidade (já vi muito isso), ela só serviu de desculpa para tirar da jogada alguém que nem deveria ter entrado.

Ah, e preciso comentar, o que foi Lauren nesse episódio? Com Zach cada vez mais apagado, a morena psicopata e cheia de frases inteligentes vem roubando a cena. As confissões, a ideia maluca da campanha (que é muito usada na vida real), e os planos compartilhados, e muito bem pensados sobre “como envenenar Simon”, mostram que sim, ela é um dos grandes destaques do elenco. Tão bem sintonizada quanto Robin Williams, que nesse episódio deu um show.

O plot de Simon nem foi o mais importante do episódio, mas foi o que mais me tocou. O medo de se assumir um usuário do “Viagra verde”, o sonho de ganhar o prêmio, e tudo que estava por trás disso, e principalmente, o resultado com o novo ganhando o espaço do velho (Josh ganhando o prêmio). A série poderia ter escapado pelo caminho mais fácil, e dar o prêmio a Simon. Mas agradecemos por ter escolhido o caminho mais difícil. A superação frente a derrota, marcou Simon e Sidney, e mostrou que a cumplicidade deles é a principal moeda dessa relação.

the crazy ones 06

Em Hugging the Now, até as pequenas coisas se mostraram importantes. Como o amigo mais velho que não é mais convidado para nada, o Globo de Neve de Sidney, ou a campanha para o prêmio, roubada por Josh. Sidney estava platônica. Simon estava complexo, confuso. E Robin Williams soube passar toda essa melancolia no olhar. A admiração do seu “eu interior” representada na parede que todo publicitário criativo gostaria de ter, mostrou que Simon, por mais incomum que seja, tem os mesmo problemas de nós. Também sente medo, enfrenta a derrota e dá a volta por cima.

E a última cena, com a neve fake e o cachecol vermelho, serviu para coroar lindamente um episódio praticamente perfeito. Não importa se foi um recurso clichê, o que importa é que tocou fundo quem acompanha a série desde o início. Impressionante como em tão pouco tempo, The Crazy Ones se tornou tão relevante. Já nos emocionamos com os episódios, já torcemos pelos personagens, já reconhecemos nas cenas situações da nossa vida. Foi curto? Foi. Foi lindo? Demais. Já dá pra amar a série? Tô amando, e vocês?

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER