The Flash 1×3 — Things You Can Outrun

Não importa se é o garoto mais devagar na aula de Educação Física ou o homem mais rápido do mundo. Cada um de nós está correndo. Estar vivo significa correr. Correr de algo, correr para algo ou alguém. E não importa quão rápido você é, há certas coisas que não pode ultrapassar. Algumas coisas sempre te alcançam.” — Allen, Barry

Things You Can Outrun, o terceiro episódio da temporada, teve como principal narrativa o passado e o futuro dos personagens da série. Assim como Arrow, que usa e abusa dos flashbacks, The Flash também conta com esses momentos. E esse recurso foi a usado para mostrar a como foi a cerimônia de abertura do acelerador de partículas. Foi interessante ver como os personagens eram Cisco, Caitlin, Joe, Iris e Harrison Wells antes do acidente e como isso impactou e mudou a personalidade de cada um.

O vilão da semana, Kyle Nimbus, um meta-humano que se transforma gás venenoso, tem um visual intimador, porém sua história de vingança não empolgou. As tramas paralelas foram mais interessantes, como a de Caitlin. A cientista teve destaque neste capítulo e pudemos ver o quanto ela é vulnerável e como o acidente de partículas a afetou. Ela enxerga em Barry um amigo que ela precisava há muito tempo. Essa foi uma ótima forma de humanizar a personagem e estabelecer um vínculo entre ela e o protagonista.

A introdução de Ronnie Raymond, um dos alter-egos do herói F.I.R.E.S.T.O.R.M, foi muito bem feita. O personagem, um engenheiro estrutural e noivo de Caitlin, foi estabelecido como um herói, quando se sacrificou no acidente com o acelerador de partículas ao se oferecer para desligar um dispositivo acionado devido a explosão que aconteceu naquele dia. Além disso, o público também pode perceber que há muitos segredos sobre aquela noite que ainda serão revelados ao longo da temporada.

flash_1x3

Este capítulo teve muitos easter eggs. As referencias foram introduzidas de forma sutil por meio de frases dos personagens, como a de Caitlin, que deixou clara a possibilidade de F.I.R.E.S.T.O.R.M voltar à série e de sua personagem se tonar a vilã Nevasca, quando ela disse que seu noivo se referia a eles como fogo e gelo, características dos personagens dos quadrinhos. Outro fato que chamou a atenção foi quando Barry citou o museu de Central City, local icônico do mundo dos quadrinhos da DC, criado em homenagem ao herói.

O ponto alto deste episódio foi a construção da galeria dos vilões. Quem acompanha os quadrinhos sabe que neste local é onde estão os principais inimigos de Barry Allen e como este local pode ser perigoso. Além disso, esta decisão deixa em aberto a possibilidade de explorar esse cenário como um lugar onde pode acontecer batalhas épicas e.

Como já diz o nome do episódio, Things You Can Outrun, há situações das quais não podemos se esquivar. E são estes os momentos que tornam pessoas e super heróis mais fortes e capazes de enfrentar qualquer tipo de inimigo. E Barry Allen está provando que pode ser muito bom nisso.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER