The Flash 1×4 — Going Rougue

O raio não me deu apenas velocidade, também me deu amigos.” — Allen, Barry

Um episódio fiel. É dessa forma que eu começo a crítica de Going Rougue, mais uma vez utilizou com excelência os quadrinhos da DC Comics para contar a história de Barry Allen, o futuro Flash.

Felicity Smoak, também conhecida como a hacker mais gata e inteligente do universo, fez uma aparição surpresa em Central City. A sintonia entre ela e Barry é o melhor deste capítulo. A dupla de nerd mostrou como os personagens de The Flash e Arrow podem ser bem utilizados em futuros crossovers. O double date envolvendo Iris, Eddie, Felicity e Barry foi o alívio cômico do episódio foi hilário e funcionou muito bem. Além disso foi muito legal o fato deles não ficarem juntos. Isso prova quanto ambos estão engajados em suas missões em fazer o bem e combater vilões. Falando neles….

…Neste capítulo foi introduzido Leonard Snard, o Capitão Frio, O personagem, um ladrão de bancos e de itens preciosos, é um vilão irônico e carismático, que conquistou o público. Wenthworth Miller está ótimo neste papel. Além disso, Snard provou que poder dar muita dor de cabeça ao velocista escarlate e que aparecerá novamente em Central City, já que ele está obcecado sobre o velocista que desafiou sua inteligência. Além disso, foi sensacional como os roteiristas estabeleceram Onda Térmica na narrativa do ladrão.

flash_1x4

Harrison Wells surpreendeu. O doutor é uma pessoa cheia de mistérios e está mostrando uma certa obsessão por Barry. Talvez ele tenha muito mais a contar sobre o acidente com o acelerador de partículas do que parece.

Todo super herói tem uma identidade secreta a ser descoberta. E com certeza isso é algo que será explorado na série. E a escolhida para isso foi ninguém menos que Íris, a amada de Barry, que por sua vez também é uma jornalista. Jornalistas adoram uma investigação. Ou seja, logo logo ela descobre quem é The Streak, já que ela decidiu fazer um blog sobre o velocista por trás da roupa vermelha.

Joe não gostou de saber que seu parceiro de trabalho, Eddie, e sua filha, Íris, estão namorando. E o público também não. O romance entre os dois não empolga e com certeza foi o ponto baixo do capítulo. Até o momento os personagens estão apagados na série, embora ambos tenham um potencial de contarem boas histórias envolvendo as principais narrativas da temporada.

Após dois capítulos com cenas de ações modestas, os roteiristas escreveram um ótima cena de ação envolvendo um trem cheio de passageiros, Capitão Frio e o Flash. Foi uma tomada de encher os olhos e lembrou que a série é capaz de entregar boas sequências com efeitos especiais de qualidade.

Going Rougue foi um episódio sobre confiança. Barry precisou aprender que nenhum super herói pode salvar o dia se não houver confiança em seus instintos e nas pessoas que o ajudam a cumprir essa tarefa. O herói finalmente percebeu que Caitlin e Cisco são seus amigos e pessoas essenciais para seu desenvolvimento como herói. E está sendo muito interessante ver como essa jornada é contada na telinha.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER