The Following 2×03 — Trust Me

Você não pode me matar, Ryan. Se eu morrer, você morre.” — CARROLL, Joe

Deus precisa do diabo. A existência de um depende exclusivamente da do outro. Para que as pessoas exerçam fé em Deus, é necessário que exista um diabo para tentá-las e jogá-las em provações. Essa mesma dualidade é vivida por Joe Carroll e Ryan Hardy, sem que ambos assumam os papéis de Deus e diabo.

Sintomático é o sonho dentro do sonho de Ryan. Como aquelas bonecas russas, em ambos, Ryan experimenta a sensação de não poder matar Joe e viver à mercê da morte. Carroll mantém Hardy vivo e com um sentido na vida.

A importância do ex-policial para o líder do culto é tão grande que até mesmo Lily cogitava seduzir Hardy e usá-lo para presentear Joe. Em uma das reviravoltas comuns em The Following, a sobrevivente do ataque ao metrô revelou-se participante da seita (empolgante a fuga dela da galeria, ora loira, ora ruiva, ora com um lenço). Até aqui, nenhuma novidade. O que realmente surpreendeu foi ela declarar-se mãe dos gêmeos. Por essa, ninguém podia esperar.

The Following 2x03

Ao que tudo indica, Lily e seus filhos, acrescidos de Giselle, desenvolveram uma admiração por Carroll após a leitura do livro que relatava as ideias do assassino e sua obsessão por Hardy. Usaram Carlos como um caminho até Joe. Impossível não rir com a decepção de Giselle quando Luke passa a faca na garganta dele. Afinal, há três episódios a moça disse que ela deveria ter esse prazer.

O livro não só trouxe admiração por Carroll. Mark se interessou por Emma e fez questão de encontrar-se com ela. Sorte da moça que acabou escapando da morte em uma armadilha arquitetada pelo FBI contra sua antiga residência. A química entre Emma com Mark e companhia ainda não deu pra se firmar, mas Giselle não se simpatizou com a moça.

Mike Weston nunca engoliu a história de Ryan estar totalmente curado dos traumas impetrados por Joe Carroll e conseguiu provar que estava certo. A falta de confiança de Ryan deixou-o magoado e tal mágoa acabou levando Mike a ser rude com o parceiro. Mas ele vai perceber logo que a presença de Ryan é fundamental para o sucesso das investigações. Principalmente porque a teoria de que Joe possa estar vivo foi muito bem fundamentada.

Outro núcleo que deixou todos perplexos foi o de Joe e sua pupila Mandy. Alguém mais está enxergando nela uma nova Emma? Ainda mais depois de encarar a frieza com que ela esfaqueia a própria mãe pra ficar do lado de Joe. Muito interessante será o encontro dela com os demais seguidores de Joe, especialmente Emma.

O FBI deixou de ser aquela polícia pífia da primeira temporada e agora atira para matar. O comando de Mendez pode ser a razão. Aliás, a personagem é quase uma Debra.

O final foi impactante com uma versão nada usual de Stand by Me, uma casa sendo incendiada e Ryan olhando para as fotografias de Debra e Claire. Esses detalhes fazem The Following crescer muito.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER