The Following 3×02 — Boxed in

Minha consciência está limpa” — WESTON, Mike.

Até que ponto é válido infringir a lei para amainar a consciência? Onde termina a justiça e começa a vingança? O “olho por olho” parece ser a melhor saída? Esses questionamentos permearam, em maior ou menor grau, o segundo episódio dessa terceira temporada de The Following.

Mark Gray deseja a todo custo obter uma confissão de Ryan Hardy e sua equipe. Parece que ouvi-los assumir que executaram sua mãe, Lily Gray, fará alguma diferença. Isso sem levar em conta a quantidade de pessoas que foram assassinadas pelas mãos da loira. Na cabeça de Mark, os mortos por ele e sua família não justificam a mãe ter sido eliminada. Ele quer uma confissão, ele quer uma retratação.

Infelizmente, Jeff Clarke é quem acabada sendo o bode expiatório pelos atos dos colegas. É ele quem morre pela absolvição dos pecados alheios. E sua morte é uma das passagens mais cruéis e aterrorizantes de The Following até o momento. E leva o nome do episódio também.

The Following 3x02

Todo o conceito de sua morte é explicado com frieza ímpar por parte de Neil, um aparentemente pacato filho de um velho com Alzheimer. Essa aparência comum aliada a um comportamento perverso é o que mais assusta em um personagem: ele se torna capaz de tudo. E se, inclusive, uma das assassinas tem receio dele, é alguém com quem se deve tomar cuidado.

O casal Daisy e Kyle mostrou que são muitos mais do que aparentaram ser. O fato de se juntarem a Mark e ao seu plano de vingança oculta seus reais objetivos. Não demora muito para isso se manifestar e tudo leva a crer que esteja relacionado a Joe Carroll.

Essa conclusão pode ser obtida através das descobertas feita sobre Andrew Sharp, o falso garçom que jogou sangue em Ryan no episódio passado. Ele e Joe Carroll foram alunos da mesma sala do professor Arthur Strauss, o homem que ensina os psicopatas a esconderem seus instintos. Muito virá desse arco.

E ficou uma expectativa para a aparição de Joe Carroll, mas ela ainda não veio. Não demorará muito para o vilão dar as caras em The Following, mas isso precisa vir de uma maneira não clichê (algo complicado para a série tão acostumada ao lugar comum).

Quando Mendez sugeriu que Ryan procurasse Joe para solicitar informações sobre Andrew, corria-se o risco de virar algo meio O silêncio dos inocentes. Não que isso fosse ruim, mas, se fosse usado de em The Following, seria da pior maneira. Ainda bem que pouparam Joe Carroll e seu retorno não foi queimado. Ainda é uma carta na manga dos produtores e roteiristas.

A temporada ainda não disse a que veio. Dois episódios e sabe-se muito pouco sobre seu objetivo. Não que o episódio tenha sido ruim; não foi. Mas, para uma série que está em seu terceiro ano, um pouco de objetividade não lhe faria mal algum. Resta esperar. Enquanto isso, cenas do próximo capítulo.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER