The Good Wife 5×04 — Outside the Bubble

Alicia está deixando a firma junto com Cary… e levando nossos melhores clientes” Lokchart, Diane

A calmaria antes da tempestade: que episódio deliciosamente tenso! Tudo esteve por um fio em Outside the Bubble, especialmente o segredo — e a credibilidade — de Alicia.

Não tendo um pulso mais firme diante de seus futuros sócios (tudo moleque e vou falar sobre isso mais à frente), Alicia acabou perdendo o controle do seu timing — e foi justamente quem estava aparentemente fora do jogo que matou a charada óbvia.

Não bastasse a trama da série estar fabulosa, ainda fomos agraciados com as “participações especiais de luxo”, que já se tornaram uma marca registrada de The Good Wife. E cadê campanha Elsbeth Tascioni como personagem fixa, gente?

Gary Cole e Rita Wilson também reprisaram seus respectivos papeis de Kurt McVeigh e Viola Walsh, acrescentando tempero à história. E ainda teve participação pequenininha, mas gostosinha, de Dan Lauria! Saudades Anos Incríveis!

the-good-wife-5x04-outside-the-bubble-carrie-preston

Enquanto o grande momento explosivo da revelação do nascimento de Florrick / Agos não chega, passamos por um processo com bons momentos de comédia e risada, mas que não ignorou todo o drama que vem sendo construído em TGW. O caso da assistente que tinha um milhão de reclamações de cunho sexual a fazer contra Lockhart / Gardner uniu quem estava em lados opostos no episódio anterior. Will e seus sócios precisando evitar dar dinheiro para uma nítida golpista e Diane precisando evitar o escândalo pré-Suprema Corte de que teria incentivado a assistente a se prostituir por um cliente. Por acaso, a advogada que está processando tem uma vingancinha pessoal contra a futura (?) Juiza Lockhart.

Para nossa sorte e deleite, quem vai defender os interesses de Lockhart / Gardner é Elsbeth Tascioni! E Carrie Preston roubou o episódio para ela! A cada nova participação (este foi o seu décimo episódio), conhecemos uma nova obsessão ou uma nova mania da advogada ruiva. Somos espectadores privilegiados de sua mente brilhante, que luta contra seus desvios de atenção. Mas Carrie equilibra com tanta dignidade essas facetas da personagem que, ao invés de cair na facilidade de ser caricata, Elsbeth se transforma em alguém perfeitamente verossímil. É sua sagacidade de defender advogados que salva o dia mais uma vez.

O tal caso permite uma participação mais ativa de Kalinda, mas ainda insuficiente para a nossa vontade de vê-la realmente em ação. Afinal, nossa investigadora preferida participa de alguns diálogos, mas não vai pra rua fazer as articulações inteligentes de que gostamos. Não sei porque estão mantendo Archie Panjabi apenas no escritório — é economia no orçamento?

O caso traz também Diane para dentro do escritório — e ela que tinha que chegar e enxergar que algo ali estava fora do lugar, nem que fossem os tapetes que Alicia não tirou da caixa ou os quadros que a Primeira Dama de Illinois deixou de comprar. Detalhes tão sutis, mas que não passaram despercebidos por uma advogada de talento como Diane. A advogada também estava na hora certa no lugar certo, para descobrir que Alicia estava acessando os arquivos de seus clientes. Sua confiança na lealdade de Will logo a conduziu à deslealdade de Alicia.

Aliás, esse episódio foi, de certa forma, da Diane também. Ela, BFF de Hillary Clinton (como bem lembrou o porta-retrato melancolicamente transferido para uma caixa), democrata de berço, caiu de amores por um republicano clichê. Esse “Romeu e Julieta” da política é coisa séria, a ponto de até pessoas que Diane não vê há 3 décadas se sentirem no direito de interferir e palpitar. Por um instante, temi que essa pressão fizesse Diane recuar em sua paixão, mas a personagem está amadurecida.

O casamento dela com Kurt só reforçou a minha sensação de que ela vai desistir do sonho da Suprema Corte. Senti que ela se casou para se fortalecer mais para a batalha que virá, que é Team Florrick Agos contra Team Lockhart Gardner. No olhar de decepção e raiva que ela deu a Alicia em seu escritório, ficou ainda mais evidente que o cargo de juíza está ficando mais distante. Ao destruir a imagem de Santa Alicia para Will, Diane sabia que estava comprando uma briga e um conflito de interesses com o Governador. E daí o casamento com Kurt faz ainda mais sentido, já que ela não precisaria mais esconder sua relação com uma figura polêmica em prol de conseguir a vaga.

Já Alicia, na tentativa de acertar, está errando e sendo fraca. Para quem vai ser o primeiro nome na plaquinha do escritório, ela está muito pau-mandado dos demais novos sócios. Ok,eles concordaram em ser uma democracia, mas a situação está se movendo muito rapidamente ao nível de “insustentável”. Como Alicia não teve pulso para orquestrar a saída do grupo no momento em que lhe era mais adequado, agora vai ter que lidar com as consequências.

Consequências essas que não se resumem apenas a lidar com a decepção de Will, mas de ter que comandar um grupo de verdadeiros moleques. Imagino a frustração dela ao saber que seus futuros sócios ainda estão na fase de pregar peças estúpidas em assistentes ou no nível de cometer algo anti-ético para beneficiar o novo escritório ao custo do prejuízo do antigo. Tudo indica que Alicia está tomando uma decisão errada, mas agora não tem mais volta.

E que venha a tempestade.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER