The Leftovers 1×06 — Guest

A esperança é sua fraqueza” — WAYNE, Pastor

Mesmo sofrendo com uma inconstância de bons episódios, The Leftovers segue como a série mais questionadora da temporada. Ao optar por um roteiro não linear e nada muito mastigado, a série enquadra-se no hall daquelas que deixa a cargo do seu público as explicações e suposições. Guest foi outro episódio focado em um personagem, Nora, que, junto com Matt, forma a dupla mais interessante da temporada.

Nora, até então, tinha feito pequenas aparições no decorrer da história, e sempre que aparecia carregava junto de si a pergunta: quem é essa mulher? E nesse ótimo episódio tivemos excelentes respostas. Ela é conhecida por ter perdido toda a sua família e carregava a responsabilidade de ser tipo uma garota propaganda da Partida Repentina, o rosto perfeito para que não nos esqueçamos do que aconteceu e dos que se foram.

Diferente dos RC’s, que externam sua dor, Nora se camufla em um falso seguimento de vida e de ajuda ao próximo. Na verdade, ela carrega outro tipo de dor, a esperança. Um típico exemplo de inúmeras mães que não aceitam a morte do filho e deixam intacta aquela vida que não existe mais na esperança de uma volta. Para ela, é inadmissível voltar a ser feliz depois de suas perdas. Mas essa postura dura apenas até ela entrar na toca do coelho.

theleftovers1x06

A partir daí o episódio toma como referência obras cinematográficas e literárias para nos mostrar a trajetória de Nora, ou seria Alice? Aquela Alice que segue o coelho em busca de respostas. Ou Neo, que aceita a pílula azul de Morpheus, em Matrix, para que a verdade lhe seja revelada. O ápice do episódio é seu encontro com Wayne e sua oferta “irrecusável” de seguir em frente sem esquecimento, porém, sem mais a dor.

Até então, considerava Wayne como um grande charlatão, uma espécie de placebo para nossas dores. Mas depois do que aconteceu com Nora, que era relutante a essa possibilidade de seguir em frente, o profeta ganha o benefício da dúvida. E se realmente ele tenha o dom de arrancar a dor das pessoas? Se não temos explicações do porquê alguns se foram, nada mais natural do que aparecer novos Messias, to errado?

Mas, além de focar diretamente em Nora, o episódio também, mesmo que nas entrelinhas, faz uma crítica à sociedade de consumo e alienação em massa. Como em qualquer catarse, não demora muito para aparecer aqueles que se beneficiam dela. Governo, instituições sociais, empresas, marketing, publicidade. O mercado se aquece em momentos de tragédias.

Ps1 — Foi de tirar o fôlego a cena em que Nora “leva” o tiro. Podemos entender aquele gesto, além de ser uma forma de suportar a dor, uma tentativa de morte e ressurreição, o que ela sempre esperou que acontecesse com sua família.

Ps2 — A trilha sonora da série é sempre um presente para nós. Super bem escolhida a música Don’t Dream It’s Over, na versão da banda Sixpence None The Richer, para dar o tom da cena da festa no apartamento.

Fiquem com a promo de Solace for Tired Feet (1×07). Aproveito para pedir desculpas pelo atraso da review. Forças ocultas invadiram meus dias, rs. Até semana que vem!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER