The Originals 1×13 — Crescent City

Eu estava morta.” — DEVERAUX, Monique

Em seu décimo terceiro episódio (tudo passou tão rápido, né?), The Originals não só continuou a transição para a nova fase da série como também permitiu se entregar a muitas possibilidades e navegar em novas marés. Isto, de certa forma, é agridoce e provoca receio, pois a guilhotina que matou dois personagens importantíssimos em menos de 3 episódios é um movimento arriscado. Mesmo assim, as oportunidades e os personagens novatos são saborosos e não deixam de vir como uma promessa intrigante. Principalmente quando encaixados em um episódio supimpa onde tudo girou em torno de vinganças e mais vinganças.

Porém o que mais intriga é que finalmente encontramos uma vilã à altura dos Originais. Aquela turminha capenga de Mystic Falls bem que tentou ao enfiar dopplegangers e os tais dos travelers na tentativa de cobrir o buraco que a família real de vampiros deixou ao se mudar para New Orleans, mas nenhuma das ambas criaturas bingaram. Já The Originals, em sua primeiríssima temporada, encontrou sem problemas um grupo de bruxas para intensificar o que mais fez sucesso nos anos iniciais de The Vampire Diaries: o nível de vilania. Celeste é o tempero a mais que a série precisava para tornar tudo ainda mais glamouroso.

A primeira possibilidade que já anima é saber que Davina pode voltar à vida. Eu não era fã das falcatruas que Bonnie fazia lá nas terras dela para ressuscitar todo mundo que ia para o outro lado, mas o fundamento que sustenta a teoria de que as sacrificadas podem retornar é tão bem amarrada que não posso ser contra isso. Se Monique já matou a tia em sua primeira aparição, não sei o que esperar do retorno de Davina. Eu só sei que a ansiedade está a mil.

normal_theoriginals113-1421

E falando da morte de Sophie, fiquei triste ao não ver o tal do padre Kieran batendo as botas também neste episódio. Personagens descartáveis como ele não merecem espaço, principalmente com todos os ótimos novos personagens apresentados neste episódio. Aliás, que ótima adição do novo núcleo de coadjuvantes, não? O pretendente amoroso de Hayley e as novas bruxas que formam o exército de Celeste foram, sem dúvidas, o melhor do episódio. Se cabeças forem rolar, saibam que tal feito virão das mãos (e macumba brava) delas. Posso dizer que já amo?

Porém é com o cliffhanger deixado para o próximo episódio (só dia 25, galeres) que fico mais animado. Tanto Klaus quanto Rebekah estão sobre o efeito da magia arquitetada por Papa Tunde; aquela que não pode matar um vampiro Original, mas que causa sofrimento eterno e destruidor a fim de fazer-los implorar pela morte. Tal trama me agradou principalmente por trazer os dois irmãos ao holofote novamente, já que ambos estavam meio apagados e sem tramas próprias. O outro ponto que me deixa animado foi a declaração de Julie Plec sobre este arco; de acordo com ela, o próximo episódio é um dos melhores, misturando aqueles flashbacks puro amor, reviravoltas e as mais surpreendentes revelações sem firulas. O que será que houve entre Genevieve, Rebekah e Marcel? Qual o preço que Elijah terá de pagar para salvar a sanidade de seus irmãos? Infelizmente, as respostas só chegam daqui duas amarguradas semanas…

Com Crescent City, The Originals não deixa de fazer bonito e apresenta mais um episódio delicioso. Com menos de 9 episódios para a season finale, cada passo está sendo arquitetado para um final explosivo; pelo menos, é essa minha previsão. Mesmo que esteja tornando-se extremamente cansativo elogiar a série todo, tudo não passa de um reconhecimento de méritos, não é? Uma série que planta brilhantemente em terras bem aradas só tem a colher bons frutos. E que seja assim por muito tempo!

E vocês, o que acharam deste novo episódio? Não deixem de comentar!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER