The Originals 2×04 — Live and Let Die

Lesson one: Always be in your guard.” — Elijah.

The Originals você pode começar me fazendo um favor: me traga mais episódios como esse. Toda semana, se for possível. Porque eu simplesmente amei isso. Ok, posso parecer repetitivo, já que amei todos os episódios até aqui, e mesmo nos poucos momentos que critiquei a trama dessa segunda temporada, meu saldo foi super positivo; mas é que até aqui a trama vem se desenvolvendo de forma concisa. Tanto que os roteiristas e a produção se deram ao luxo de fazer alguns fan service durante o episódio.

Não foi nada gritante, mas foi fan service sim! E é por isso que eu acho que se deve tomar cuidado, já que foi a partir de um excesso de fan service que sua série mãe começou a se perder. Mas isso não quer dizer que foi ruim né? Quem, desde o início da temporada, queria ver a tensão sexual entre Gia e Elijah sendo de fato explorada, provavelmente amou aquela cena dele ensinando-a a lutar e a matar um lobisomem. Os que shippam Hayley e Elijah devem ter adorado a cara de ciúme dela e a de desconcertado dele…. Quem acha que Klaus e Cami devem ser mais do que amigos (existe alguém assim?) também gostou da interação dos dois (mesmo que eu ache que a função de psicóloga/confidente de Klaus seja a melhor forma dela estar inserida na série sem soar forçada). E o maior fan service de todos (eles escutaram minhas preces desde a temporada passada): eles deram um crush pro Josh!!!!

Mas tirando essa parte, que não atrapalhou em nada o andamento do episódio, esse foi um ótimo episódio por motivos de: O samba dos Originais rolou solto, por todo canto, pra todo mundo ouvir. Então vamos começar por Esther, ou melhor, Loreta (essa atriz não consegue me convencer que ela é a Mama Original com séculos de existência; só me convence que é uma bruxa superpoderosa de quem todos se cagam de medo). A moça é destruidora mesmo, e sempre está a frente de Klaus e Elijah, e acho que desde o início já sabia que Oliver e Aiden Lobinhos iriam se virar contra ela. E ela usou isso para conseguir Elijah pra si.

TO2.04

O que mostra o quanto Elijah, que foi quem a enfrentou esse episódio, precisa comer muito arroz com feijão e sangue fresco pra poder estar um passo a frente da mamãe. (A cena dela capturando Elijah foi totalmente inesperada por mim, mesmo que no fundo eu soubesse que isso poderia acontecer. O que Elijah e Klaus tem que aprender é que Esther ao mesmo tempo que é imprevisivel, também é super previsivel.) Essa bruxa é quase A-, e Finn é tipo Mona Recalcada com as Liars. Ok, voltando a série da CW, mas continuando a falar de Finn. O big brother original nada mais é do que um louco psicótico recalcado ressentido insuportável (vejam o quanto eu amo o personagem) que não aceita que os irmãos considerem ele mais do que Elijah, além do que não superou o fato de os irmãos terem o prendido por mais de 900 anos e acho que também pelo fato de ter morrido logo quando encontrou o grande amor da sua vida, aka Sage, lá na longínqua terceira temporada de The Vampire Diaries.

Também teve toda trama Kolsaac e Davina, que eu achei fofa. Não foi bem um fan service já que de todos os “casais” esse é o que foi criado com um propósito: linkar os plots de Mikael e Esther. Sharman estava totalmente no espirito Kol, e eu esqueci por meio segundo que ele não era o Buzolic. O que foi fantástico na apreciação da cena entre o little brother Original e o pai. Eu fiquei tipo “pera aí Mikael, ele é seu filho você não reconhece seu próprio filho seu fdp??!!”.

E falando de pais e filhos, tivemos o primeiro embate entre Klaus e Mikael, e eu gostei da forma como rolou. Foi rápido, mas foi proveitoso, e ainda serviu pra deslinkar Davina do Papai Original (quando eu estava começando a curtir a dinâmica deles) o que muda totalmente a dinâmica das coisas. Ainda mais agora que Mikael está no porta-malas do carro de Klaus e retirou de si mesmo a adaga do Papa Tunde (amo quando a série se lembra de coisas da sua mitologia que parecem já estar esquecidas).

Tivemos a cena de Esther capturando Elijah e prometendo uma “purificação”. Sei lá o que isso seria, mas com toda certeza boa coisa não é. Imagino que seja trocar Elijah de corpo. E como se já não bastasse eu ter um dos meus originais preferidos (amo todos menos Finn) interpretado por outro ator, ela quer que tenha mais um? No way, bitch!

Fiquem agora com a promo do próximo episódio, onde acontece um crossover com TVD:

We are fighting for the same thing, you know? Just trying to protect the ones that we love.” Hayley Lobinha.

P.S.1: Foi somente eu que saquei que Aiden era o cara do app nos últimos minutos, mas ainda assim achou que tinha visto a química rolar na hora da cena de salvamento aos lobinhos?

P.S.2: Ainda acho que fica um buraco na série Rebekah não estar, e todo mundo aparentemente viver sem citar seu nome como se ela nunca tivesse existido. Sério, tá ficando feio isso The Originals. Julie Plec, miga, vamo melhorar por favor.

P.S.3: Só eu fiquei me perguntando o que aconteceu com Oliver? Tipo, ele traiu Esther duas vezes, matou pessoas da sua espécie e só aquele tombo na lateral do carro não foi o suficiente para matar ele como vimos. Será que Finn Recalque Ambulante matou o Loiro Lobinho?

P.S.4: Dei risada com vontade da cara da Cami quando ela achou que o Klaus fosse beijar ela, mas ele foi embora e a deixou a pé pra chegar na cabana de Davina.

P.S.5: Nina Dobrev no próximo episódio. Finalmente vamos conhecer Tatia.

P.S.6: A audiência da série vem caindo, vamos rezar pra se estabilizar outra vez, porque senão a CW pode querer não renovar. O que seria uma pena.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER