The Strain 2×01 — BK, NY (Season première)

The Strain retorna com ótimo prólogo dirigido por Guillermo Del Toro e restante irregular

O mal espreita no mundo, Abraham, em muitas formas. Algumas conhecidas, outras não. Você deve pará-lo. Todos nós precisamos.” — SETRAKIAN, Sra.

Um início muito lindo e plástico; um restante morno e irregular. Assim foi a première da segunda temporada de The Strain, série que foi coqueluche no ano passado e garantiu uma prematura renovação.

Ter uma segunda temporada foi um dos efeitos mais negativos para a série concebida por Guillermo Del Toro. Dotado de uma excelente percepção artística e adepto de uma forma quase artesanal de contar histórias, Del Toro criou uma série nos mesmos moldes que idealizou sua obra-prima, O labirinto do fauno. Acontece que o sucesso prejudicou o andamento e algo que começou muito bem acabou terminando de maneira sofrível.

É essa a sensação que se tem ao assistir “BK, NY”. Os primeiros dez minutos se encarregam de contar como surgiu o Mestre. E foi inteligente tratar o assunto como uma antiga lenda romena. O cuidado com esses minutos foi assombroso. Toda a beleza plástica e artesanal de Del Tora estava lá. Não a toa que foi dirigido pelo diretor mexicano.

the strain

O problema foi o que veio a seguir destoou completamente do início, empacando o episódio de quase uma hora, deixando-o enfadonho. Por mais que a trama tenha evoluído um pouco, ficou a sensação de quase não ter saído do lugar.

Abraham Setrakian aliou-se aos outros strigoi mestres na captura do sétimo. Essa aliança é uma faca de dois gumes. Afinal, não garante a extinção dos sugadores. Resta saber se Setrakian vai seguir o combinado ou apenas usou esse artifício para garantir sua vida. Afinal, ele mesmo dá um alerta a Gus usando como exemplo o homem devorado.

Ephraim e Nora decidem que nem uma vacina e nem uma cura serão eficientes na luta contra os vampiros. Desenvolver um vírus que ataque os infectados é uma boa solução. O problema é descobrir isso logo no primeiro episódio e passar todo o resto da temporada tentando desenvolver algo que vai acabar não dando certo. É uma informação que pode atuar muito mais contra que a favor.

Fet e Velders receberam pouco destaque. Fet apenas mostrou que ainda é bom de briga e consegue matar muitos strigois quando é provocado. Faltou apenas mostrar o lado divertido do personagem. Ainda tem tempo.

Eldritch, agora que está recuperado, mostra sua garrinhas. Ele que não vacile, ou vai acabar sendo descartado.

Apesar de ter sobrevivido ao ataque de Setrakian, o Mestre não foi totalmente aniquilado. Restou forças para se reconstruir. Ressuscitar a consciência de Kelly confere uma carga dramática maior à série, especialmente porque Zack ainda não perdoa o pai por ter atirado na mãe. Agora, usá-la como guia de um grupo especial de ataque formado por crianças cegas.

Com um episódio irregular, The Strain precisa correr atrás do prejuízo para manter o interesse que levou tantos a acompanhar a primeira temporada e não decepcionar mais uma vez. Conforme mostrou até agora, os motivos para preocupação não faltam.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER