The Voice Brasil 3×12 — Pior do que tá…

Acaba, acaba, acaba logo!

Tiago Leifert abriu o episódio desta noite (11/12) dizendo que o programa está chegando ao fim. Mentiroso! A gente sabia que restavam, ainda, três looooooooooongas noites para encerrar aquela que eu apontaria como pior e mais injusta temporada da franquia brasileira. Pior por uma série de fatores, entre eles, as falhas de produção e a postura dos técnicos. Injusta porque tanto público quanto treinadores fizeram escolhas infundadas, baseadas em critérios tipo ser magya — fora as mudanças de regras no meio de tudo, como as 13 pessoas nos times de Milk e Daniel.

Amo The Voice. Já vi temporadas horrorosas nos Estados Unidos, a 4ª, por exemplo, que foi um show de eliminações erradas que resultaram em uma fase final chata, com cantores praticamente de um único estilo e era chato de ver. Porém, nada que se compare ao que vemos aqui, talvez porque a produção de lá seja infinitamente superior.

tiririca-pior-do-que-ta-nao-fica

Fica, pior do que tá fica sim!

Quem abriu a noite foi Jésus Henrique, com Palco, de Gilberto Gil. Deu saudades da Carla Casarim… Foi a melhor apresentação dele, mas isso não quis dizer muito, parecia um tanto fora do tom e já fazia hora extra no programa. Kim Lírio veio na sequência, a música era Iris, Goo Goo Dolls. Era, do verbo não é mais porque Kim estragou tudo. O fato é que esse Kim é um erro — magya, mas um erro — e ficava difícil prestar atenção em qualquer coisa dele, por causa da capa — Globo deve tá economizando em figurinista o deixou se vestir sozinho. Dois problemas, no caso. Sobre a voz, faltou e muito, sobrou desafino. Vitor e Vanuti cantaram Se Deus me ouvisse, famosa na interpretação de Chitãozinho & Xororó. Sertanejo antigo, da época que esse estilo era verdadeiramente bom e apresentação foi perfeita. Melhores da disputa sem dúvida alguma, foram impecáveis, especialmente considerando o baixo nível a que a competição chegou.

Mas como a justiça do povo brasileiro na hora de votar neste reality insiste em inexistir, mesmo em tempos de Comissão da Verdade, Kim venceu pelo voto do público. Como se não bastasse, Tiago Leifert tentou definir por Daniel ao dizer que o técnico “vive salvando Jésus”, mas também não rolou, mais uma vez Jésus foi salvo.

Começou foi mal…

E veio Joey Mattos para fazer de “Conversa de botequim”, Noel Rosa, uma versão piorada de Marcelo D2, adoro o sorriso dele e a energia, mas o cara parece aquele doidinho do bar que pegou o microfone do vocalista da banda que se apresentava e pediu pra tocar Raul. Romero Ribeiro foi surpreendente desde a escolha da canção, Mineirinho, de Só Pra Contrariar Alexandre Pires. Atenção, a frase anterior continha ironia! O resultado dispensa comentários, já que neste momento o programa alterou seu status para The Cover Brasil. Rose Oliver escolheu Voz do Morro, samba clássico de Zé Keti e foi pior do que ela costuma ser, ainda assim, melhor que os dois concorrentes. Foi morna, faltou alegria, faltou diferencial, sobrou sotaque americanizado forçado sabe-se lá de onde.

Dizem que a voz do povo é a voz de Deus e se for, não tô com Ele. Com sua performance nada original, Romero conseguiu 41% de aprovação e foi salvo. Depois de muito trololó de Carlinhos, como já é costume, escolheu Rose.

A dupla sertaneja do time de Lulu, Danilo Reis e Rafael, optou por um medley de Tião Carreiro e Pardinho, “Pagode” e “Chora Viola”, e foi muito bem, dever de caso devidamente feito para tentar mudar a preferência de Lulu por Edu. E Edu Camargo fez a melhor performance dele até o momento, particularmente, nunca tinha curtido muito nenhuma das apresentações dele e, com o arranjo de Fagner para “As dores do mundo”, ele foi bem. Nonô Lélis, ao contrário, tem aquela fofura que até passa do ponto e chega a cansar e, por mais que goste dela, achei que também caiu de nível, apesar da suavidade em De repente California e da companhia de dois magias fofos brincando na areia~, ela é melhor do que vimos.

Não houve surpresa na escolha do público, Nonô levou 57% dos votos (será que tá ganha a temporada?) e Lulu, pela primeira vez, deixou de escolher Edu, optando pela dupla.

** Print aleatório **

lulu-e-catra

Boatos de que durante apresentação de nova canção, Lulu fora engravidado por MC Catra!

O time de Cláudia Leitte seria o último e para abrir, o queridinho dela, Sam Alves II Leandro Bueno escolheu mais uma do OneRepublic, Love runs out e peço para deixarem nos comentários o que vocês acharam porque me recuso a entender a preferência por ele. Lui Medeiros , ao contrário, fez a melhor apresentação da noite com The Long And Winding Road, Beatles. Considerando o nível do programa, Lui está a léguas de qualidade dos concorrentes, além da técnica bem empregada, consegue emocionar. Fechando a noite, Nise Palhares cantou De janeiro a janeiro, Roberta Campos. Nise é daquelas vozes poderosas da MPB, que conquista as mulher o público pelo envolvimento com a letra e a gente curte ouvir quando tá morrendo de dor de cotovelo. Depois do Ídolos, ela já não tinha muito o que evoluir, ainda assim o fez e valorizo isso, mas não tem cacife pra levar a bagaça toda.. Até porque, nem na Record levou.

Leandro parece não ser o queridinho apenas de Milk, ganhou também 53% de aprovação entre os votantes. Sem delongas, já que seu preferido estava salvo, Claudia optou por Lui.

Noite que deixou a impressão de que quem tá votando são os adolescentes, pela magya, pela fofura… Temporada tá um horror, mas tamo junto, gente. #FaltamDois

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER