The Voice Brasil 4×02 — Mais música, por favor

A segunda semana de The Voice Brasil trouxe mais talentos e menos exagero por parte dos jurados.

O programa é bastante exigente.” — BROWN, Conselheiro.

thaís

Quem deu o pontapé do segundo episódio de audições foi Thaís Moreira. A gata chegou toda trabalhada na malandragem cantando Masterpiece. Os jurados não somente viraram logo para Thaís como se levantaram para dançar com ela durante a apresentação. Essa chegou lacrando. E a primeira disputa quase rendeu em porrada depois de uma luta de capoeira. Só faltou a pipoca pra acompanhar o barraco. Mas nem rolou nada e, no final de tudo, Thaís se deixou levar por sua adoração a Lulu e entrou para o time dele.

tabatha

A próxima a tentar um lugar nas batalhas foi Tabatha Fher. Ela canta desde os 13 anos e já asoltou a voz pelo mundo. No The Voice Brasil, Tabatha cantou Marina, clássico de Dorival Caymmi. Não querendo falar mal da moça, que canta bem, mas parece que canta pelo nariz em alguns momentos. Não rolou muito mimimi na disputa entre Brown e Milk, sendo que Claudia venceu a primeira disputa da noite.

franciele

Franciele Karen tentou entrar no programa na temporada passada, mas não conseguiu nada. Ela se preparou, apostou novamente no poperô e conseguiu se destacar. Coincidência ou não, o primeiro a virar foi justamente quem não estava na temporada passada, Michel Teló. Franciele se deu bem e conseguiu quatro cadeiras, mas deu dó da moça quando ninguém lembrou que ela tentou antes Milk inventou que lembrou, mas não foi muito convincente. Não sei se ela guardou rancor da experiência passada, só sei que ela escolheu se juntar ao Time Teló, aquele que não a reprovou da outra vez.

ana paula

Afasta o sofá, minha gente, porque Ana Paula Nogueira chegou com um baião daqueles que não te deixa parado. A ideia era não deixar ninguém parado, mas o que parou foi a trajetória dela no programa, já que a fofa não virou uma mísera cadeira. Uma pena, pois foi uma apresentação cheia de energia.

marcos

Dos salões para os palcos, Marcos Matarazzo vive de música e realizou o sonho do pai, que sempre quis se apresentar num programa de TV. Na boa, alguém pode explicar porque raios ele escolheu cantar Believe? Foi inesperado. A moça do baião foi melhor, mas os técnicos são os que entendem do negócio, então só nos resta aceitar que dói menos. Milk foi a única que não virou para Marcos, que escolheu Lulu Santos como seu mentor.

paulynha

Paulynha Arrais já vive da música e é bem exigente com a estrutura de suas performances. Ela mandou super bem ao escolher Chão de Giz para sua audição e mostrou uma bela presença de palco. Paulynha conquistou a atenção de Claúdia Leitte e Michel Teló. Claúdia bem que tentou ao máximo chamar a atenção da candidata, mas foi Michel quem se deu bem mais uma vez. Tá com tudo esse menino.

agnes

Amante da bateria, Agnes Jamille tem em sua família a influência inicial de sua carreira. Azul foi a escolha dela para essa apresentação e ela o fez de maneira suave, elevando o nível enquanto a música rolava. Agnes quase acreditou que tinha se dado mal até a hora em que Carlinhos Brown virou e a colocou na competição.

bruno

Outro que teve na família a inspiração pra seguir no meio musical foi Bruno Faglioni. O moço que é uma gracinha bem que tentou conquistar os jurados, mas não conseguiu impressiona-los e vai ter que esperar por uma próxima oportunidade. Talvez se a escolha musical tivesse sido diferente, as coisas poderiam ter terminado melhores para ele. Mas não tem problema, você pode cantar na nossa vida, seu lindo.

ayrton

Ayrton Montarroyos tem 20 anos mas tem muita bagagem. E mostrou essa experiência ao cantar Força Estranha cheio de personalidade. Claudia e Lulu se encantaram por essa performance, mesmo Lulu sendo sincero com o garoto ao dizer que ele se perdeu na metade da apresentação. Coube a Ayrton escolher Lulu para ser seu técnico.

del

Na seqüência, a música tradicional tomou seu espaço mais uma vez no The Voice Brasil na voz de Del Feliz. Ele comentou que teve a oportunidade de cantar com muita gente famosa e isso ficou claro quando Brown virou sua cadeira e contou que conhecia ele. Ao final da apresentação, todos haviam virado suas cadeiras para Del. Após uma declaração de amor, Del escolheu o Time Milk.

dani

Dani Lino é filha da Pastora Ludmila Ferber, um dos grandes nomes da música gospel nacional, que foi quem a inspirou a continuar cantando. Para o The Voice Brasil, ela mudou o arranjo de Meu Erro, mas mandou bem nessa versão. Ou não. Quer dizer…aos 45 do segundo tempo Brown resolveu virar sua cadeirinha e fez a boa ação da noite ao dar uma segunda chance para Dani.

Eu me arrisquei por você.” — SÉRIO, Brown.

O final do programa ficou por conta de Lulu Santos e seu ukulelê ou como quer que chamem aquilo que ele tava tocando cantando Torpedo. E a música ecoou, e ecoou, e ecoou, ecoou, ecoou…até que o programa acabou. Menos exagerado que sua estreia, o The Voice Brasil ainda pode melhorar muito no seu time de finalistas. Pode ser que o jogo comece a virar na semana que vem. Oremos!

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER