The Witcher 3: Wild Hunt — Chega ao fim a saga de Geralt

The Witcher 3: Wild Hunt começando com o pé direito os jogos de RPG da nova geração.

Think it’s that bad being a witcher?” — Rivia, Gerald

The Witcher 3: Wild Hunt é o terceiro e ultimo capítulo da saga do bruxo Geralt of Rivia. A série de jogos é baseada no livro de mesmo nome do escritor polonês Andrzej Sapkowski. Continuando após os acontecimentos de The Witcher 2, onde os que procuravam usar Geralt desapareceram e ele embarca numa nova missão.

O Império de Nilfgaard, derrotado na Grande, voltou a atacar os Reinos do Norte, porém algo mais sombrio surge: A Wild Hunt, um grupo de cavaleiros fantasmagóricos que deixa sangue e destruição por onde passa.

A saga começa quando Geralt está em busca de Yennefer, uma antiga aliada. Porém nem tudo é o que parece, e sua missão na verdade é recuperar Ciri, a filha do imperador. Que é como uma filha para Geralt, tudo isso enquanto são perseguidos pela Wild Hunt.

O jogo é enorme, o maior da série até agora. Como objetivo de comparação seu mapa é maior do que o dos dois títulos anteriores combinados, e existem países com o território menor do que o apresentado no jogo.

Em termos de enredo, The Witcher 3: Wild Hunt é bem rico e nos apresenta um história principal bem consistente que consegue prender a atenção do jogador. Algo que tem se tornado cada vez mais raro, pois a grande maioria dos jogos priorizam a ação.

Porém a história principal acaba se tornando um mero detalhe diante da gigantesca quantidade de side missions existentes no jogo, que com facilidade fazem seu game play passar de 100 horas. Não é um jogo de ação, e vai exigir muita conversa para concluir as missões.

Um ponto a ser levantado é que definitivamente é um jogo para adultos, é extremamente violento e possui cenas com muito sangue, nudez e sexo.

A sua trilha sonora é um show a parte, com músicas muito belas e empolgantes que vão lhe transportar diretamente para dentro do jogo enquanto você vaga pelas mais belas paisagens de Nilfgaard.

O gráfico junto com sua trilha sonora é o ponto mais alto do jogo, cenários belíssimos com uma natureza exuberante que as vezes faz você se desviar de uma missão apenas para subir uma montanha e observar o sol se por ou uma tempestade se formar.

A jogabilidade possui pontos positivos e negativos. Como destaque positivo está a dificuldade. O jogo não é fácil e mesmo no modo normal consegue oferecer um certo desafio o que é bom, pois os jogos ultimamente tem ido no caminho inverso.

Como pontos negativos de primeira destaco o tamanho dos textos em tela (menu, legendas, ações etc..). Quem joga a versão de PS4 ou X-Box one normalmente irá utilizar uma tv que vai estar a uma certa distancia, porém é quase impossível se enxergar o que está escrito. O que dificulta e muito o gameplay.

Quanto maior a resolução da sua tv, menor os textos ficam. Poderiam ter feito uma opção para aumentar o tamanho dos textos, eu só consigo jogar de óculos(que normalmente não uso) e usando ao opção de zomm da tv.

Outro ponto negativo são os modos de crafting para criação de armas e armaduras e de alquimia para a criação de poções. Esses modos são comuns em RPGs, mas foram mau utilizados aqui. São bem confusos e leva-se um tempo até se acostumar, poderiam ter simplificado mais.

The Witcher 3: Wild Hunt apesar de seus problemas com a sua jogabilidade é um ótimo jogo e merce ser jogado, mesmo sem conhecer os títulos anteriores a história apesar de grande é de fácil entendimento.

O jogo veio como um título de inicio de geração e nos dá uma perspectiva muito boa do que esperar dos próximos lançamentos do gênero. Ele está disponível para PS4, X-box one e PC.

Abaixo está nossa nota ao jogo. Deixe a sua também! Até a próxima review.

[taq_review]

Confira o trailer do jogo.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER