The X-Files 1×12 — Fire

Utilizando-se de um “monstro da semana”, The X-Files adentra na personalidade de Mulder

– Então, Sherlock, está no jogo? — SCULLY, Dana

– Lamento que sim, Watson”. — MULDER, Fox

O fogo é um elemento que fascina. Desde as mitologias antigas é tido como símbolo de poder e perigo. Como no mito de Prometeus, que rouba o fogo dos Deuses para dá-lo aos homens e recebe sua ruína por isso. Esse episódio é focado em Mulder, de uma maneira diferente. Desde o Piloto, o vemos como alguém seguro de suas ideias e convicções. Sabemos que ele é um agente brilhante, altamente capacitado e capaz de associações rápidas, o que garante o sucesso de boa parte dos casos em que se envolve.

Também é um tema comum na mitologia, a perdição do homem através atitudes tomadas pelas mulheres. O maior exemplo está na mitologia cristã, onde Adão deixa-se influenciar por Eva. Aqui também temos uma mulher que causa, se não a perdição, mas um abalo no mundo psicológico do protagonista. Phoebe (Amanda Pays) vem para mostrar que Mulder não é perfeito. Ele tem medos e inseguranças e já teve uma vida pessoal.

A personagem Phoebe é inglesa, sabemos que Mulder estudou em Oxford, mas o período em que esteve lá é uma incógnita. A essa altura, sabemos tanto da busca de Mulder, mas pouco de sua vida pessoal e é por isso que pode-se concordar com a Scully, quando ela diz que ele vai “desabrochando, como uma flor”. Sabemos que Phoebe foi ex-namorada dele, e que deixou uma marca negativa em sua vida, mas não temos acesso a informação do que ela realmente teria feito. E ainda assim, ela consegue exercer poder, pois Mulder a segue, mesmo sabendo dos perigos, mesmo tendo plena consciência de seu pavor ao fogo. E neste caso, é perceptível que ele não está interessado nas “possibilidades extremas”.

The X-Files 1x12

Scully, ao contrário de Phoebe, não é fogo. Ela tem elementos frios (seu comportamento, seu ceticismo) e vem contrabalancear o elemento passional com sua razão. Ao fim, e sem muito alarde, é ela quem resolve o caso. Não sabemos o que realmente a motiva a dedicar-se tanto e ir até Mulder para lhe dizer o que descobriu (se ela pressentiu o perigo real a que Mulder estava se expondo, ou se por uma competição feminina). Mulder é passional em sua busca, ele se atira, estando certo ou não, e neste episódio fica sedimentado que Scully é a rede que o resgata. É nessa parceria que eles vão se moldar a partir de agora. Eles são Sherlock e Watson.

Quanto a o caso em si, a pirocinese é um fenômento bastante estudado pela parapsicologia. Existem muitos relatos e algumas explicações. L’ively (Mark Sheppard) além de pirocinético, tem claras características de psicopatia, pois suas motivações não tem características de vingança ou algo parecido. Somente acredito que a vinda da família, com a Scotland Yard e o “caseiro” não se sustentam verdadeiramente no roteiro. Sendo essa, mais uma evidência de que o foco do episódio não está no “MOW” (monster of week — monstro da semana), mas no desenvolvimento de Mulder enquanto personagem.

Arquivos de bastidores:

  • Phoebe Green foi, inicialmente, pensada como uma personagem regular para a série;
  • David Duchovni realmente se queimou durante as filmagens.
  • O lorde britânico Malcolm Marsden recebeu esse nome por causa do cabeleireiro-chefe da série.

Segue promo do próximo episódio:

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER