The X-Files 2×08 — One Breath

Mulder e Scully buscam razões para seguirem suas jornadas em One Breath.

Não sei se minha presença vai ajudar você a voltar. Mas eu estou aqui.” — MULDER, Fox.

Quanto tempo leva para se desistir de encontrar um ente querido desaparecido? Sabemos que existem casos em que uma vida não é o suficiente para diminuir os esforços de algumas pessoas/famílias. Scully está desaparecida há mais de 6 meses. Tempo suficiente para minar as esperanças de sua família. Mulder não concorda, claro. Ele não costuma desistir facilmente e tenta manter a faísca que ele mesmo sente estar se apagando.

Então o impossível acontece. Scully aparece. Está em coma num hospital. Não se sabe quem a trouxe, como chegou até ali, nem o que a está mantendo naquele estado. Sem histórico médico não é possível um diagnóstico, muito menos tratamento. Dana havia retornado e estava morrendo. Um golpe duro para uma família que demonstra as reações opostas: Margaret, resignada, sofrida. Já Mulder (a própria Sra. Scully o colocou como parte da família, não foi?), frustrado e extravasando toda a emoção contida até o momento em raiva.

Em One Breath todos os diálogos são bem construídos e todos os personagens tem uma função a desempenhar. Naquele momento, Melissa (Melinda McGraw) demonstra a serenidade necessária para a transição de Scully. Ela quer a irmã de volta, mas a quer em paz, independente do que venha a significar isso.

Mulde

X Files

r é confrontado com as consequências de sua busca e se percebe mais só do que nunca esteve. X é bem diferente do Garganta, não basta fazer o ‘bat-sinal’ chamar por seu informante. Mulder não está mais ditando as regras. Sua imprudência no FBI colocou Scully nos holofotes e agora ele está pagando por isso. Skiner, X e o Canceroso são eficazes ao colocar Mulder diante da culpa pelo que aconteceu a sua parceira.

Mulder é o responsável e está quebrado, tal como foi previsto em Sleepless. As únicas pessoas em quem ele realmente confia, os Pistoleiros, não podem lhe tranquilizar (uma ode á tecnologia hacker da década de 1990 e ao senso de moda do Frohike!). O encontro e primeiro diálogo entre Mulder e o Canceroso já mostra a força do antagonismo entre eles. A conspiração vai assumido proporções gigantescas e seu pedido de demissão é uma vitória para aqueles que querem acabar com a busca pela Verdade.

Sem rumo a tomar, parece mais fácil extravasar toda a frustração em um ato cego de vingança, que não traria nem um pouco de consolo. O amparo vem, então, das pessoas mais inesperadas: a própria família Scully e o homem que antes parecia seu inimigo. Melissa e Skinner trazem em seus discursos elementos que orientam o olhar de Mulder para seus próprios sentimentos. O que vemos no apartamento revirado é um homem sem forças que chegou ao seu limite após velar por sua parceira.

Além do que os sentidos podem enxergar, Scully encontra-se em um dilema. Ela pode deixar toda a dor e sofrimento para trás ou lutar. O que parece um subterfúgio fácil e místico na verdade é carregado dos relatos de pessoas que tiveram experiências de quase morte.

Conta-se sobre a sensação de paz em cenários bonitos e tranquilos. Também é comum o diálogo ou visões de entidades de aparência ‘celeste’ ou mesmo diálogos com pessoas queridas, assuntos inacabados sendo resolvidos. E isso acontece com Scully, ao ouvir do pai aquilo que tanto esperou.

E ela volta. Sem memória. Mas isso não importa para aqueles que tanto esperaram para vê-la acordada novamente. É estranho ver Mulder, sempre falante e expansivo, sem graça ao cumprir a promessa de lhe devolver o crucifixo. O olhar das duas mulheres Scully, tendo a certeza de que ali não havia somente uma relação de trabalho, mas cumplicidade e companheirismo.

A cética Dana Scully, sendo ela própria objeto de estudo dos Arquivos X — após passar por experiências inexplicáveis — foi uma sacada genial do Chris Carter, que envolveu cada vez mais o público em sua história. Esse é um episódio com o roteiro extremamente bem amarrado. As pontas soltas que ficam são parte do mistério da série, que ganha um novo fôlego com o fechamento deste arco.

Curiosidades dos bastidores

– Gillian Anderson gravou esse episódio poucos dias após seu parto. Ainda estava se sentindo indisposta, mas manteve-se imóvel, deitada, chegando a cochilar em algumas cenas;

– Os produtores chegaram a cogitar um interesse romântico entre Mulder e Melissa mas, posteriormente, desistiram da ideia.

– O mistério permanece: quem seria a enfermeira Owens?

[taq_review]

A seguir, ‘Scully está de volta’ no promo do próximo capítulo:

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER