The X-Files 2×10 — Red Museum

Todos os caminhos levam à mitologia da série em Red Museum.

É ‘Controle de Pureza’, Mulder.” — SCULLY, Dana

De todas as vezes em que os roteiristas tentaram dar pistas falsas para o público, Red Museum foi, certamente, onde a fórmula funcionou. E de quebra o episódio trouxe uma bonita mensagem sobre tolerância religiosa.

Adolescentes são raptados para, algumas horas depois, reaparecerem com uma mensagem em suas costas indicando que eles pertenciam à um grupo diferenciado. Porém, ninguém sabe a que se refere esse grupo, já que os jovens retornam sem lembranças do que lhes aconteceu.

Mulder e Scully vão até esta pequena cidade, pois o xerife desconfia de possessão demoníaca devido à forte presença da Igreja do Museu Vermelho — um grupo religioso que combate o consumo de carne e possui uma conduta diferente dos demais habitantes dali. Algo interessante, já que a cidade tem como seu principal meio econômico a produção de carne bovina.

The X Files

Os adeptos do Museu Vermelho são pessoas que usam roupas brancas, turbantes vermelhos e se reúnem em um celeiro, um estilo que mexe com a imaginação da população local. Esse episódio não podia ter uma temática tão atual, parece até que foi produzido em 2015. Porque algumas pessoas não se vestem como a maioria, não consomem o que a maioria afirma ser o melhor, não se comportam como a maior parte da população diz ser o correto, são simplesmente taxadas como ‘erradas’ e até ‘malignas’.

Embora o xerife diga que o convívio é harmônico, logo percebemos que os jovens a cidade não aceitam muito bem a presença daquele grupo. Mas talvez, a maior intolerância seja a dos demais cidadãos, que embora não esbravejem, olham com desconfiança. Principalmente o xerife, que já os associa à poderes demoníacos. Até Mulder e Scully se deixam levar por conceitos pré estabelecidos, mesmo que tenham indícios mais fortes que apenas o ‘achar diferente’, já consideram o líder da Igreja culpado e sem possibilidade de defesa.

E aqui é preciso abrir um parênteses, para a deliciosa cena onde Mulder e Scully usam o clichê do interrogatório com o ‘policial bonzinho’ e o ‘policial durão’. É sempre bom ver essas cenas e perceber que dependendo da natureza do caso os papeis se invertem.

É com a morte do médico da cidade que acontece o twist da história. Todas as pequenas pistas soltas ao longo do roteiro se encaixam: a tão mencionada mudança no comportamento dos habitantes, as pílulas de vitaminas receitadas para os jovens, a memória de Scully, o rapto dos adolescentes… E de repente saímos de um episódio procedural para cairmos na mitologia da série.

Não se tratam de questões sobrenaturais, mas sim de experiências com DNA alienígena. Quando a situação sai do controle, o mesmo homem que matou o Garganta Profunda aparece para eliminar os rastros, matando pessoas, dentre elas, o filho do xerife. Percebendo o perigo que todos ali estão correndo, os agentes levam os moradores da cidade para se refugiar justamente dentro da Igreja do Museu Vermelho. E ver aquelas pessoas constrangidas entrando no celeiro diante do olhar de compaixão daqueles que um dia foram rechaçados é uma imagem muito bonita, e que fala muito do que o ser humano é e das voltas que a vida pode dar.

O ser humano pode sentir-se superior aos demais, mas diante da dor não consegue conter suas emoções. Como o xerife, que por vingança e pelo sofrimento, retira de Mulder a possibilidade de conseguir respostas ao matar o assassino de seu filho.

Red Museum pode até não ser o melhor episódio de The X-Files, mas não podemos negar o seu mérito de ser surpreendente e, ao mesmo tempo, nos chamar para uma reflexão ao tocar tão sutilmente em um assunto tão complexo como o respeito pelo outro.

Curiosidades dos bastidores

Esse episódio foi pensado, originalmente, para ser um crossover com a série Picket Fences, que era exibido pela CBS, já que ambos eram produzidos pela Twentieth Century Fox, mas o pessoal da CBS mudou de ideia.

[taq_review]

Segue a promo do próximo episódio. Até mais!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER