The X-Files 2×14 — Die Hand Die Verletzt

Em Die Hand Die Verletzt, The X-Files se depara com a origem de todo o mal.

E vocês acham mesmo que podiam invocar o Diabo e depois pedir a ele que se comporte?” — MULDER, Fox.

O que leva alguém a seguir o satanismo enquanto manifestação religiosa? Na verdade, crenças são elementos estritamente subjetivos e é difícil conseguir uma resposta única para suas escolhas, porém, ainda existe um código moral, o qual é sumariamente ferido pelos princípios dos rituais satânicos. Por isso é tão natural, para nós, apontarmos o dedo e recriminarmos seus seguidores.

Mas, apesar de ser um episódio com um tema interessante, existem brechas no roteiro que parecem se apoiar unicamente na presença de um ‘ser das trevas’ no ambiente para justificá-las. Uma ‘muleta’ que deixa a desejar no quesito ‘lógica’, elemento tão fundamental em The X-Files.

Nos primeiros minutos, todo o mistério é bem construído e nos assusta a ideia de que pessoas tão comuns, como cada um de nós, estejam envolvidas com a adoração ao mal. Já existe uma quebra nas expectativas, muito pelo imaginário roqueiro dark que rodeia esse tipo de crença. Junte aí o cenário florestal, os hormônios adolescentes em ebulição e temos um excelente teaser. Parece que estamos diante de um filme de terror.

Mas logo as coisas começam a perder a solidez. Não faz sentido o boato sobre satanismo ser tão forte em uma cidade inteira, se somente 4 pessoas estão envolvidas nos rituais. A cena com os sapos caindo do céu tem muito impacto, mas apenas isso. Não traz nenhuma contribuição para a história.

Tem também a presença da Sra. Paddock (É preciso parabenizar o casting da série. Eles conseguem ótimos coadjuvantes e a caracterização de Susan Blommaert chega a ser incômoda, mesmo que comum) . Há de se pensar seriamente na competência da equipe pedagógica de uma escola, onde uma estranha assume uma sala de aula e ainda guarda corações e olhos humanos dentro de uma gaveta junto de avaliações sem chamar a mínima atenção.

Ainda assim, existem sequências muito interessantes, como todo o plot da garota que ao dissecar o porco (em uma cena bizarra, mas que cumpre a proposta) tem um acesso às memórias da infância unindo-as ao senso comum sobre rituais satânicos. O momento Voldemort comandando Nagini A cena onde a cobra, comandada pelo demônio também é boa, visualmente falando, considerando os efeitos visuais da época.

É incrível ver como Mulder é ruim de briga. Ele quase sempre leva uma surra, por bobagem. Dessa vez, até Scully se deu mal, mas para um bom propósito, pois Die Hand Die Verletzt possui um clímax surpreendente.

Obviamente, sabíamos que os agentes não iriam ser sacrificados — afinal, eles são os protagonistas — mas a solução para a situação sem saída onde eles estavam aparece de forma inesperada. Mesmo que não faça sentido um mestre eliminar seus seguidores… Mas se bem que em se tratando do demônio, como prever algo não é?

Curiosidades dos bastidores:

– Foi o último episódio escrito por Glen Morgan e James Wong na época, em que partiam para novos projetos. Foi deles a frase no quadro negro atribuída à sra. Paddock, “Foi bom trabalhar com vocês”. Uma despedida ao elenco e à equipe técnica da série.

Opinem, comentem e deixem-nos saber o que acham desse episódio! Segue a promo do próximo e até lá!

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER