The X-Files 3×10–731

As verdades de Mulder e Scully se chocam em 731.

Os pedidos de desculpas agora são parte da política oficial”. — DANA, Scully

A genialidade de Nisei e 731 está no fato de Mulder e Scully, apesar de seguirem em direção a um objetivo comum, acabam enfrentando cruzadas pessoais e que respondem individualmente aos seus anseios e necessidades de acreditar. Enquanto Mulder segue arriscando sua vida na tentativa de descobrir o que se encontra no vagão, Scully busca respostas que só podem ser encontradas no chip que estava implantado em seu pescoço.

X nunca foi amigável com Scully. É por causa de Mulder que acaba dando informações — vagas, mas que orientam em uma direção certeira — para ela. O chip em sua nuca, descoberto por acaso, parece ser mais importante do que se pensou de início. Transformando a abdução daquelas mulheres em uma experiência que vai se desdobrando junto com a mitologia da série.

Pode até parecer clichê que uma tecnologia tão avançada — capaz de imitar a função de memória do cérebro — seja ligada diretamente à fabricantes japoneses, mas precisamos lembrar que ainda era a década de 1990 e a linha de pensamento faz todo o sentido.

Em sua jornada pessoal, ela descobre uma instalação de pesquisas de doenças, muito parecida com um campo de concentração. Até as valas onde os ‘pacientes’ são eliminados e seus uniformes trazem essa desagradável lembrança.

Também faz sentido o que o ‘Primeiro Idoso’ (realmente, a criatividade para nomear os membros do Sindicato era enorme!) diz sobre o conhecimento científico ser a chave para o poder na contemporaneidade.

Se Scully estava em uma investigação de evidências, coerente com sua personalidade e atuação, Mulder, impulsivo e voraz, encontra-se no meio da ação. Sem conseguir informações diretas do Dr. Zama, consegue chegar ao vagão e se deparar com uma figura, aparentemente, alienígena.

Cheio de perguntas e sem a possibilidade de respondê-las, ele parece sem saída até que o Homem Idoso e a tecnologia conseguem salvá-lo (Repararam que os celulares da década de 1990 nunca ficavam fora de área? Aplausos para a operadora com maior cobertura já existente!).

É o momento em que as duas jornadas se chocam. Quando cada um dos agentes fala do que viram, percebemos que em seus momentos separados foram colocados diante daquilo que já eram propícios a acreditar.

Scully reafirma seu ceticismo no que se refere à existência de vida extraterrestre, encontrando inclusive uma resposta para sua abdução. Mulder confirma sua crença através da criatura no vagão, que acredita ser um super soldado imune a arma biológicas. Cada vez mais crédulo da conspiração governamental para ocultar informações da população.

É a perspicácia de Scully que descobre uma forma de abrir o vagão… E o descuido de Mulder que mais uma vez o coloca em risco, sendo salvo — surpreendentemente — por X, numa cena onde o chroma key foi pessimamente utilizado (sério, como aquela cena passou pela edição final?).

Sem provas, mas com elementos que podem levá-los à novas perguntas, os agentes mais uma vez são frustrados. Quem sai ganhando é o Canceroso, que das sombras continua manipulando informações.

Curiosidades dos Bastidores:

– Segundo Steven Willians, ator que interpreta X, a ação heroica desse episódio fez com que seu personagem fosse um dos mais queridos dos fãs, que já estavam irritados com ele por se evasivo demais;

– Um dos poucos episódios onde a frase da abertura (A verdade está lá fora) foi substituída (Pedir desculpas é a política). Chris Carter inspirou-se nos pedidos de desculpas do governo dos EUA pelas experiências com radiação;

– O título do episódio -‘731’ — tem origem em uma unidade especial do exército japonês na Segunda Guerra, conhecida como ‘Unidade 731’ que realizou experiências desumanas com prisioneiros de guerra. Acredita-se que alguns destes cientistas obtiveram refúgio nos EUA após o conflito.

A seguir, o promo do próximo episódio:

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER