The X-Files 3×18 — Teso dos Bichos

Nem a maldição de uma feiticeira consegue salvar Teso dos Bichos.

Se alguém me escavar em mil anos, também espero que seja amaldiçoado” — MULDER, Fox

The X-Files tem episódios memoráveis, mas também tem aqueles episódios que gostaríamos de esquecer. Teso dos Bichos é um deles. A premissa fala sobre um artefato indígena que carrega uma maldição. Obviamente, a população local avisa sobre os perigos de se retirar a urna (que contém o corpo de uma antiga feiticeira) do solo sagrado. Mas, o espírito da curiosidade científica (para não dizer a postura norte-americana de descrença diante das outras culturas que consideram inferiores) prevalece e as vítimas da maldição começam a surgir.

Inicialmente, a maldição fala sobre um jaguar, que tem como missão vingar a feiticeira. O cadáver da primeira vítima possui características de que tenha sido atacada por esse animal, o que gera expectativa no público sobre como isso será levado para uma cidade grande nos Estados Unidos.

Depois a narrativa torna-se circular: alguém é atacado, seu corpo some. Tudo isso interligado pela figura do Dr. Bilac (Vic Trevino), um cientista que, respeitando as tradições do povo com quem conviveu, continua alertando dos perigos que cercam a urna. A inserção do yaje e seu consumo por Bilac parece uma tentativa de gerar dúvida sobre a identidade do assassino.

A questão é que o roteiro desse episódio é fraco. Foca tanto nos crimes em si e em sua brutalidade, que esquece de criar pistas convincentes para dar credibilidade ao mistério. Isso sem contar que as vítimas parecem ter um ‘X’ gravado na testa desde o início, o que não gera empatia no público fazendo com que nos importemos minimamente com suas mortes.

Alguns diálogos são tão surreais que conseguem ficar até interessantes, mas passam longe das discussões geniais que Mulder e Scully tem durante os casos. Sobre os agentes, a química já construída entre eles se mantém, de forma que continuamos acreditando em sua genuína vontade de ajudar àquelas pessoas, mas também está bem distante da postura que estamos acostumados, considerando que até os protagonistas estavam incomodados com o episódio.

E, apesar do sentimento de vergonha alheia, precisamos falar da cena em que Mulder e Scully descobrem os ‘verdadeiros assassinos’. Gatos domésticos? Sério? Tudo bem, que a relação com o jaguar está mais do que clara, porém a cena em si poderia ter sido melhor trabalhada. Ver dois agentes do FBI perseguindo gatos no escuro é no mínimo constrangedor. E qual a necessidade de fazer Scully ser atacada por um deles se a cena iria ficar tão tosca sem credibilidade?

Não se pode creditar a qualidade do episódio ao animal utilizado no roteiro. Devemos lembrar de War of Coprophages que usou baratas e ainda assim é um dos melhores episódios desta temporada. Mesmo diante da decepção de ter um episódio assim devemos considerar que nem tudo é perfeito e poucas são as séries com aproveitamento de quase 100% (saudades Breaking Bad!).

Curiosidades dos bastidores:

– A maior parte da equipe (incluindo David Duchovny e o diretor Kim Manners) ficou insatisfeita com o episódio;

– O roteiro teve quase uma dúzia de esboços antes de chegar ao final;

– Kim Manners costumava se referir ao episódio como ‘Teso dos bitches’;

– Gillian Anderson é alérgica a gatos, por isso considera a cena em que precisa com um animal empalha um dos seus pontos mais baixo durante a temporada.

A seguir, cenas do próximo episódio:

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER