Transparent 2×01 — Kino Mora

Maura Pferffeman está de volta em Kino Mora para nos emocionar sobre sua transição e nos fazer rir com sua louca família.

Ela nos coleciona tipo pokémons lésbicos” — Barbra

OS Pferffeman estão de volta. Transparent é uma série tragicômica ímpar em um modelo singular. A delicadeza como o tema da transexualidade é abordado é comovente, além, é claro, da atuação de Jeffrey Tambor como Maura ser cheia de sutilezas e delicadezas. Após essa ‘rasgação’ de seda sobre a série vamos nos ater à história e espero que você nos acompanhe por essa jornada.

Avança-se um pouco no tempo desde Why Do We Cover the Mirrors?, e estamos diante do casamento de Sarah e Tammy. Logo, é incrível ver a disparidade entre as tentativas de fotografar do Pferffeman e dos Cashman. Há todo um estardalhaço, uma inquietação entre a família de Sarah para uma simples foto de casamento, enquanto em alguns segundos os Cashman conseguem a mesma proeza.

A direção de fotografia preferiu ângulos panorâmicos e distanciados, com a câmera entre personagens. Trata-se de criar a sensação que você é mais um convidado do casamento e está presenciando todos aqueles momentos cotidianos na imensidão de cores brancas que predominam no vestuário desse episódio.

Maura - Transparent - Amazon - new

A sequência do casamento desenrola-se como planejado e enquanto isso Sarah questiona seu futuro ao lado de Tammy, dúvida surgida ainda na season finale passada. Outra sequência é a proporção que a fofoca sobre a rabina está grávida vai tomando. Josh tenta aproximar sua irmã e sua futura parceira, mas acaba criando uma situação desagradável para si e Raquel.

Maura tem um encontro desagradável com sua irmã, Bryna. Esta só está lá para minimizar o fato de Sarah não ter amigos, além delas serem amigas de Facebook. Evidencia-se que não é só a transexualidade de Maura que incomoda Bryna, há mágoas do passado e ressentimentos ligados à mãe de ambas. Todavia, vamos esperar onde essa parte do roteiro irá nos levar.

Por último, a visão panorâmica entre os diversos casais: Josh e Raquel, Tammy e Sarah, Maura e Shelly; e nossa querida Ali sozinha é um trunfo de direção, pois de forma rápida, e com uma bela canção, toda carga emocional que nos espera nessa temporada é nos apresentada.

Considerações finais:

– A abertura de Transparent com suas letras em neon, os flashbacks de momentos diferentes da família Pferffeman que misturam-se com causas do movimento GLBTT, o dedilhado do piano é belíssima e de ótimo bom gosto.

– Acredito que o flashback do bar gay em Berlim no ano de 1933 terá interligações com a trama contemporânea, mas quais é uma caixa de surpresa.

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER