True Blood 5×06 — Hopeless

Eu sou o único cara honesto aqui. Eu quero me esbaldar de sangue humano, não porque uma bíblia me manda fazer isso, mas porque eu gosto! É divertido e me deixa de p*u duro”! Edington, Russell

Quando nem mesmo o retorno de Drag King Russel segura um episódio, é porque a coisa não está indo tão bem.

Não estou cansado de falar que True Blood está ruim pois isso nem mesmo é verdade. A série continua se respeitando em suas limitações, apresentando tudo que sempre prometeu de forma divertida. Mas ela já teve fases melhores.

E talvez o pior problema dela (além da já citada quantidade de personagens) é a expectativa dos fãs como eu. Eu realmente esperava um pouquinho mais desta trama que tanto amo.

O bom enredo da Autoridade tem se dissipado e acabou ficando perdido em meio ao óbvio. Salomé parece ser a grande traidora da turma de notórios. E eu realmente espero que Alan Ball e seu time esteja nos enganado com todas as pistas que apontam para a personagem.

Existem tantas histórias e ao mesmo tempo falta algo melhor para se acompanhar. Mesmo com o cruzamento de todas as linhas da trama, o que vem acontecendo de maneira crescente — principalmente neste episódio. As histórias têm se cruzado de forma desperdiçada. Seu causar grandes frissons.

Hoyt, com sua fantasia de RBD, voltou a aparecer no episódio anterior e nesse parece ter entrado de vez para a história. Tudo por conta da morte dos metamorfos. Ao que parece, os odiadores de shifters são conhecidos dele. Assim, ele deixou a briguinha besta de Tara e Jess, que renderam apenas boas piadas no episódio anterior, e nada mais. Senti falta de Pam…

Alguém se interessa pela história da estopinha? A filha da Luna que, ao invés de correr para a casa do Dr. Pet, correu para a casó da avó Lobisgóia? Tem coisa estranha nessa história. A avó conseguiu muito fácil o que queria…

E quem liga pra isso? Queremos saber dos nossos personagens favoritos. Mas eles estão tão de escanteio. Tantaram criar histórias bacanas para eles, mas cada uma segue para um lado. Fico me lembrando do quanto a segunda temporada foi boa, justamente por colocar os personagem no mesmo núcleo, mesmo que em lados diferentes.

Você não faz ideia de como é ser perseguido por pessoas que o odeiam pelo que você é.” Merlotte, Sam

Vou assistindo o episódio e pensando: Sam já deu… Hoyt, Lafayette, Tara e Andy também… É duro pensar que a série ficaria melhor sem eles e que talvez essa limada de elenco pudesse trazer novos personagens tão interessante quanto eles já foram. Ao mesmo tempo me pergunto o motivo deles terem ganhando tanta importância e destaque na trama. Dá a sensação de que isso os desandou.

Veja por exemplo Arlene, que nunca ganhou um enredo em destaque e continua sendo super engraçada e essencial para a série!

Enfim… Decepção é saber que este episódio foi escrito por Alan Ball e Charlaine Harris (criadora da série) em pessoa, e não trouxe nada demais. Não tinha as clássicas críticas sociais, nem mesmo os ótimos diálogos e frases marcantes. Foi pobre ao ponto de não dar vontade de comentar. E estou aqui me esforçando…

Por isso até peço desculpas aos que vieram ler elogios rasgados. Não é o que tenho para hoje e nem vou me desgastar com isso. Após cinco anos de série, me dou ao direito de querer algo completo e redondo. Não foi o que recebemos aqui. Gosto muito de True Blood mas por hora estou “chatiadíssimo”!

Você é exatamente o que o médico me receitou”. Edington, Russel

O episódio teve um bom início, com vampiros e lobisomens brigando, Sookie e seu famoso hadouken em Russel, e mesmo a Tropa de Elite dos Vamps chegando com tudo. Mas daí pra frente foi um marasmo pleno, salvando apenas poucas cenas como a de hipnotização do Eric sob Alcíde, proibindo o lobisomão de colocar as patinhas sobre Sookie.

Graças a Deus a telepata reverteu o encanto, afinal a prometida pegação entre os dois é uma das coisas que me mantem assistindo a série. Para você ver a que ponto chegou… rs

Senti que perdemos possibilidades de reviravoltas, como quando o chefe da Swat de Mortos Vivos invade o ônibus e mata todos os humanos. Aquilo me pareceu coisa de sanguinista e seria ótimo se ele fosse um dos traidores e roubasse Russell de Eric e Bill com toda essa facilidade.

Já pensou eles tendo que se explicar para a Otariedade??? “Mas… A gente colocou ele no busão e talz… Mano, kd ele?” hahaha! Extraviou!!! Queria só ver. Mas vamos acreditar que talvez venha coisa muito melhor que isso por aí. Tudo ainda pode ser consertado.

Entra os outros poucos destaques, fica na cabeça que obviamente o vampiro que matou os pais de Jason e Sookie é algum conhecido deles. Talvez Eric, o mais sem caráter. Ou o próprio Russell, para dar liga a esta história toda.

Só queria saber o que o pai do Jason disse que ele deveria temer.

Você é muito descolado para admitir que acredita em algo além de você mesmo”. Zimojic, Roman

Na review anterior não comentei o aparecimento da cabeça de Jesus pois realmente não vejo necessidade ou fundamento para este enredo na série. E por mais que a mãe de Lalá tenha tornado o enredo ao menos engraçado… Minha vontade era deixar isso passar em branco novamente. Mas se Jesus ama os viadinhos, isso precisa ser ressaltado. rs

E sabe o que é pior? Em meio a tantos personagens, com tantas histórias, a personagem principal da série fica sambando de um enredo para o outro. Da busca frenética pelo terrorista dos vampiros, ele cai em uma aventura atrás da boate das Fadas. Posso com isso???

Sério, os roteiritas de True Blood estão mais loucos que a Nora. Assim como Alcíde, também queria entender em que universo faz sentido levar Russell vivo até a autoridade.

Deu no que deu. Uma baile de caras de coxinha culminando com um ataque à Autoridade em pessoa.

Eta True Blood

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER