True Blood 6×04 — At Last

Saia de cima de mim, ou morra, Warlow”. Stackhouse, Sookie

Enfim um episódio ágil, engraçado, com ação e expansão. Completinho, do jeito que gostamos. E com a canastrice que nos acostumamos ao longo desses anos em que acompanhamos True Blood.

A resposta mais rápida e confusa veio com a revelação de que Ben é do grupo das fadas, mas também é um vampiro. Ao salvar Jason, oferecendo a ele seu sangue, ainda ganhamos cenas “maravilindas” dos dois quase se pegando ao bom estilo banheirão masculino.

A incerteza sexual do rapaz ainda fez a piada crescer, quando acordou no meio da noite e foi checar os reflexos. Mas nada se compara a ele pedindo conselhos sobre seus sonhos não tão heterosexuais ao Vovô Dumbledore, Niall. Jason como gostamos, exalando sexo e burrice.

sookie-true-blood

Mas, o importante desta sequencia não foi o charme de Jason, e sim as revelações que sua trágica queda irrelevante da escada nos trouxe. Pois é, Ben é tudo aquilo que pensávamos e ainda assim não temos uma certeza sobre ele. O que é Ben?

Ben é Warlow, uma simples mescla de Fada com Vampiro. E se para você algumas coisas não se encaixam, a coisa é simples se seguir a matemática. Quando fomos apresentados a Warlow como filho de Lilith, acabamos levando tudo ao pé da letra. Como boa vampira, Lilith também era obsecada pelos filhos do sol, as fadas. Portanto, ela tomou um deles para si e o transformou em sua cria, seu filho. E assim nasceu a primeiro híbrido vampiro-fada.

Sabemos que o Sangue de Lilith tem poder, e isso explica toda a magia que envolve Ben e agora Bill. Mas não explica o motivo pelo qual Ben apenas drenou o sangue de Niall, ao invés de ingerí-lo como qualquer vampiro faria. Seria o puro sangue da fada um veneno para os híbridos?

Será que o Vovô Dumbledore vai encontrar uma saída para a dimensão da escuridão e voltar aos dias de hoje? Ou isso vai ficar guardado para um momento crítico da temporada, quando nada mais tiver salvação e apenas um retorno triunfante, seguido por sua morte clichê, poderá salvar humanos, fadas e vampiros?

Independente do destino da série e do personagem, nada pagará o discurso de Sookie para com o Vampiro Sunshine. Depois de se inspirar no livro de receitas “Cozinha Mortal de Maryann” e fazer um delicioso manjar de prata, a loira ainda deu todas as suas indiretas de uma vez só. E ainda assim foi para a cama com Ben/Warlow. O que nos prova: o verdadeiro poder de Sookie não é seu hadouken, mas sua piriquita em chamas.

Parece que ao longo dos anos a personagem realmente aprendeu a se defender dos perigos que a rodeiam. Bela jogada, Sookie!

Só para comentar o grande enredo da temporada, a guerra entre humanos e vampiros foi desacelerada neste episódio. Mesmo sabendo que o Governador Burrell tem em suas mãos os dois maiores amores da vida de Eric, Nora e Pam. Não deve demorar até que o Governador se dê conta do tesouro que tem em mãos.

Será tarde demais quando isso acontecer? Afinal, Eric já transformou Willa em vampira, em um cena tão sexy quanto sinistra. Todas ama quando Eric faz com jeitinho, sem doer.

warlow-true-blood

Não há mais tempo para chantagem, apenas para vingança. Só espero que o Governador não dê um fim a Pam. Quanto a Tara, que ele se sinta livre para fazer o que bem entender com ela.

E como antecipado no episódio anterior, Bill realmente raptou as crianças fadas de Andy — que agora ganharam uma importância na série. Descobrimos que elas crescem enquanto dormem, período no qual aparentemente elas também aprendem a dirigir um carro.

Além das engraçadas descobertas e comparações sobre peitos, as meninas-sem-nome ainda trouxeram um pouquinho do episódio piloto da série. Ao saírem vestidas com as roupas adolescentes de Arlene, elas passaram pela loja de conveniencia que vimos na primeira sequencia de True Blood. E que surpresa saber que o mesmo vendedor bizarro ainda trabalhava lá!

Ao que parece, todo o plano de Bill para dominação mundial foi por água abaixo quando Jessica perdeu o controle e consumiu as filhas de Andy. O confronto entre humanos e vampiro ganha um sabor local. E Bill que se cuide!

Conforme nos contou Nora, ele ainda deverá se confrontrar com Warlow, o único que pode deter Lilith. A temporada ainda promete.

Confira o promo do próximo episódio, Fuck the Pain Away.

Ponto alto: Para quem reclamou que Ginger não gritou no episódio anterior, neste a personagem compensou até pelos gritos não dados nos episódios em que esteve ausente.

Ponto fraco: A matilha do irreconhecível Alcíde, agora bad boy, correndo atrás de Sam-Cavalo e sua ativista-cara-de-bolacha-traquinas-chicholina-que-dá-para-cavalo. Sério, o que este enredo acrescenta ao geral da série?

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER