True Blood 6×09 — Life Matters

Como você se atreve a falar em nome de Deus?” Stackhouse, Jason

Antes mesmo da sexta temporada de True Blood começar, os atores e produtores nos amedrontavam com uma certeza: haveria uma morte importante neste ciclo. Logo começamos a temer por nossos preferidos e a fazer apostas. As ‘visões de Raven’ de Bill mostravam um futuro próximo com Eric, Pam, Tara e Jessica presos numa sala branca, cujo teto ia se abrir durante o dia.

Daí descobrimos que a tal morte importante era a de Terry. Tá, foi um momento triste (uma vez que ele havia encontrado finalmente a paz que achava que só o fim da vida lhe traria). Mas foi também um alívio do tipo “oba, um plot chato a menos!”. Ledo engano! O tiro que Terry tomou foi lá no sexto episódio — e, entretanto, True Blood gastou 30% de sua temporada martelando esse assunto.

Sendo o penúltimo episódio da sexta temporada e com um bando de personagens importantes trancafiados na iminência de conhecer a morte final através do sol, como True Blood gasta um episódio quase inteiro para tratar do funeral de Terry Bellefleur? E com cinco — eu disse CINCO — flashbacks completamente inexpressivos sobre sua vida e inúteis para a trama principal?

true blood 06x09 anna paquin

A história quis fazer uma pausa para que pudéssemos sentir a morte de Terry, mas o momento foi péssimo, porque realmente há muitas amarras longe desse arco a serem amarradas. Para Sookie Stackhouse, o funeral do amigo serviu como uma espécie de terapia, com a fada admitindo, de uma maneira tão pública, a sua estranheza e os seus poderes telepáticos. Cansada de se esconder de uma sociedade julgadora, ela não deu muita importância ao que pensariam e admitiu ter ouvido os pensamentos de Terry diante de todos.

O funeral teve discursos do pastor, de Andy, de Sam, de Lafayette, da Portia (lembra dela?), da Sookie, de Big John (ok, admito que a música dele foi um momento tocante e bem editado) e, claro, Arlene. Ainda revemos alguns personagens esquecidos, mas que continuam em algum lugar de Bon Temps, como a mãe da Tara e a mãe do Hoyt. Cansatiiiiivo… sorte do morto que já estava deitado!

No geral, a verdadeira ação, que era o resgate da vampirada lá no campo de concentração, deve ter ocupado menos tempo do que esse funeral. E eu não devia cometer o mesmo deslize nessa resenha, então vamos ao que interessa.

Eric foi simplesmente Eric e não quis esperar pela boa vontade e pelas negociações de uma (não tão simples) mortal que está se achando a última bolacha do pacote. Deu um jeito de achar Warlow, tomar o sangue híbrido dele e fazer o que Bill poderia ter feito há uns 3 ou 4 episódios atrás: promover a carnificina na prisão e libertar os vampiros. Quando paramos para pensar um pouquinho, faria muito mais sentido que Bill, munido do sangue de Warlow a ponto de andar durante o dia por muitos dias, pudesse localizá-lo na segunda dimensão das fadas.

Pense em quanta coisa poderia ter sido evitada se Bill tivesse tido um pouquinho mais de atitude e fé em si mesmo. E o melhor: se os vampiros já tivessem sido libertados antes, Sookie não precisaria negociar sua vida e sua alma com Warlow que, embora venda a imagem de amante amaldiçoado, não passa de uma criatura com propósitos ainda escusos. E por falar em enrolação, enquanto Eric promovia pequenas vinganças pessoais dentro da prisão, Bill conseguiu chegar depois e encontrar a galera e alimentá-los com seu sangue mágico antes.

True Blood falhou em criar uma expectativa real pela não-vida daqueles personagens. Ou alguém aí acreditou, por um ínfimo instante, que alguém naquela sala iria REALMENTE queimar debaixo do sol?

true blood 06x09 alexander skarsgard Michael McMillian

Já Eric achou que encontraria algum alívio promovendo da forma mais sanguinolenta possível a matança na prisão. Nem arrancando as bolas e o pênis do cientista que matou Nora, nem matando o dedo-duro do Steve, ele encontrou essa satisfação. Sem saber o que fazer da sua não-vida e da dor e do vazio que ainda sentia dentro de si, ele preferiu sair de cena. A questão é: para onde?

A grande pergunta desta temporada é se Sookie irá ou não se permitir virar uma vampira e a resposta foi deixada para o último episódio — se é que não ficará para a já confirmada sétima temporada! Embora miseravelmente afastados um do outro, eu ainda acredito que a história de Bill e Sookie não terminou. Eles se afastaram quando Bill abraçou sua divindade e todo o poder que veio com ela, mas depois de se negar a ir embora com a tríade de Lilith que o queria morto, acredito que o vampiro retornará ao seu estado de espírito anterior — e isso incluirá batalhar novamente pelo amor da princesa fada.

E enquanto ouvíamos a canção “Life Matters” na voz de Big John, acontecia o tão esperado embate entre Jason e Sarah. Embora a loira merecesse sofrer (certamente ela não merecia escapar), Jason se deu conta de que cada vida importa, sim, mesmo a de alguém tão desprezível. Se importar com a vida do outro é o que diferencia humanos de vampiro e Jason se destaca, cada vez mais em meio à loucura de Bon Temps, como o mais humano dos personagens de True Blood.

Agora, com o arco da prisão de vampiros encerrado, True Blood ganhará um novo arco (como já fez outras vezes) justamente em seu season finale. Provavelmente, teremos um grande cliffhanger para o próximo ano.

De resto, só me resta dizer: RIP Steve Newlin.

Confira o promo do season finale de True Blood, Radiocative:

Ponto forte: Newlin morrendo e gritando “Eu te amo, Jason Stackhouse”.

Ponto fraco: os momentos a la Age of Aquarius dos vampiros ainda no quarto branco, fazendo ciranda e tudo.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER