True Blood 7×02 — I found you

Você me encontrou.” — NORTHMAN, Eric

Nesse último domingo True Blood apresentou um dos episódios mais irregulares e clichês da série, mas diferentemente da premiere, este colocou um pé no fim. Para quem se importa com os personagens e para onde eles vão, este chegou a ser cruel.

Para uma série explicitamente noturna, este episódio foi um pouco inovador e foi quase todo focado à luz do dia. Foi impossível chegar aos 30 minutos de episódio e não implorar pela presença de Jessica, Bill, Pam etc. O episódio até teve seus bons momentos, mas ficou claro que ninguém sabia muito onde estava e tampouco para onde deveria ir. Isso é válido para a história dos personagens, roteiro, direção e até atuação.

Essa é a quinta temporada que temos que lidar com personagens fracos e sem muita importância, da qual a produção da série tenta nos forçar a engolir, mas esse episódio bateu recorde em diálogos ruins e atuações sem propósito (e vamos combinar, sem incentivo nenhum). Como não sentir uma preguiça arrebatadora diante desses dramas do Sam? E por favor, se Arlene e as outras prisioneiras não conseguiriam sair dali, por que desperdiçar tanto tempo naquelas cenas?

E Lettie Mae? Viciada em sangue de vampiros? Meu Deus, e daí? No lugar de Tara, agora teremos que engolir sua mãe que nunca agregou carisma nenhum? A atriz é boa e a personagem possui uma boa intensidade, mas já é tarde demais para isso. Importar-se com Lettie Mae na última temporada da série é a mesma coisa que se importar se Masuka teve ou não uma filha que só descobriu mais tarde, na série Dexter.

true blood 7x02 pam

Nos deparamos com uma Bon Temps enlouquecida e sedenta. Mas como não ficar? Os membros da cidade não parecem ter muitos meios para acabar com os H-Vamps por conta própria, mas no fim a impressão que foi dada é que eles, apesar de bastante insanos, são as únicas pessoas que ainda lembram que aquela cidade já enfrentou de tudo, e que isso precisa acabar. Enquanto Sookie, Jason, Sam e Alcide não parecem terem progredido nada. Não aprenderam nada.

Já Alcidão fez uma proposta nada decente para Sookie, o que certamente a fez pensar se ele realmente é a “pika exótica” que ela quer em sua cama. Ela acabou se identificando com a garota morta encontrada na floresta, principalmente tratando do amor da vida da garota. No final da temporada anterior, Bill demonstrou ainda ter interesse em Sookie. Será que agora esse interesse será recíproco? Este foi o primeiro ponto que me fez perceber que realmente estamos chegando ao fim. O segundo ponto foi a forma em que Eric foi encontrado por Pam.

Contaminado.

Ao ver aquela cena eu senti um grande pesar. Não só pelo personagem querido, mas por toda a série. Depois do fade out do episódio, eu tive que dedicar alguns segundos para pensar. O que aquilo representava? A hepatite dos vampiros pode ter uma cura, para que Eric seja poupado? E se não tiver, o veremos até o fim da série? Eric teria tempo para isso?

Foi irregular, mas pelo menos o episódio acabou de forma promissora, e deu a entender que o próximo será sequência direta deste. Qual será a ideia que Sookie teve ao ir procurar Bill? Espero que os dois voltem a trabalhar juntos.

Olhando toda a situação de Bon Temps e de Eric, percebo que os personagens estão em ruína. Mas uma ruína simples, nada grandioso como sempre foi True Blood. O que, no fim das contas, pode ser uma grande ironia na vida de todos esses personagens.

Apesar da simplicidade, desta vez a ameaça parece ser real, o que dependendo da forma que for trabalhada, pode ser o ponto alto ou a destruição definitiva da série. Vimos que Tara foi desperdiçada sem dó nem piedade (caso tenha morrido mesmo), e então nos deparamos com Eric contaminado. O que virá a seguir? Não é possível que essa última temporada seja recheada de apenas perdas e enredos ruins. Eu continuo com esperanças de que a série mostre que ainda tem dignidade. E muita. Mas se isso for acontecer (e se acontecer) só no último minuto da série, não terá válidade nenhuma.

#TrueToTheEnd

PS: Confesso que não consegui tirar nenhum proveito da cena inicial do sonho de Jason com Eric. Qual foi o propósito daquilo? Colocar Alexander Skarsgård em tela? Compensar que o episódio não teria nenhuma cena de sexo? Mostrar que Jason tem sonhos sexuais com homens? Gente, pra quê? Se fosse entre dois personagens que possuem algum tipo de relação, tudo bem, mas não foi o caso.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER