True Blood (S03E01): Oh! Sookie

Por Erika Ribeiro

O primeiro episódio da nova temporada de True Blood começa com tudo, trazendo novidades e revelando o mistério do sumiço de Bill, ocorrido no final da 2 ª temporada.

Logo após o previously em True Blood… começa o nosso roteiro alternativo!

Oh! Sookie fica desesperada ao ver que Bill deu no pé e Tara fica tão abalada com a morte de seu serial-boyfriend que resolve virar emo, chorando muito e ouvindo Good Charlotte, irritando várias pessoas da cidade enquanto Lafonyette tenta consolá-la.

Logo depois, já aparece Bill no carro dele e o mistério da season finale é revelado. Ele foi seqüestrado por engano pelo Conselho de Mystic Falls que, ao verem que não era Damon o seqüestrado e sim outro vampiro bonitão com cara de modelo, simplesmente desovam o corpo de Bill na estrada e dizem: “Foi mal.”

Atordoado, o vampiro moreno sensualmente sai andando caminho afora e quando percebe que está sendo seguido. Apressa o passo e segue correndo pela estrada sinalizada com a placa “Casa da Vovozinha”.

Enquanto isso, na cidade o pessoal continua achando estranho e chato o comportamento de Tara, que agora fica xingando muito no twitter o xerife e reclamando da morte de seu s2 (coração em EMOticom). Vendo sua amiga arrasada, Lafonyette decide levar sua BBF a um show da Banda Restart, matando assim 2 coelhos com uma cajadada só: tirá-la do ambiente hostil da cidade e evitar que ela fique ouvindo sem parar (e ele também, por conseqüência) os CDs do Simple Plan.

Oh! Sookie, em um ato desesperado, decide procurar o Vampirão Loiro Fetichista e ele acaba decidindo avisar a Rainha. Vinda da linhagem de Beto Carneiro, o vampiro brasileiro, ela prometeu muito, mas não me agradou, ela não tem o carisma de seu antepassado nem o sangue latino que poderia aproximar um novo público. Espero realmente que ela morra logo e chege uma Vice Queen Bitch protagonizada por Lady Gaga ou alguma cantora parecida com ela, tipo aBjork.

A amiga chata da Oh!Sookie, que rima com Cookie, se dá mal e fica mais emo ainda. O Restart faz uma puta falta de sacanagem com ela e com os fãs e não comparece ao show, sendo subistituida por uma performance de Lacraia. Neste momento, rola o primeiro plot twist quando Lafonyette sussurra para Tara com os olhos marejados: “Minha irmãzinha”.

Sim, Lacraia é irmã dele. Infelizmente, o MC Serginho não é parente, e por isso, não aparece na série. Pronto, primeiro personagem brasileiro fixo da série. Depois de muita emoção e de se acabarem no trenzinho do funk, os irmãos vão para a casa dele e a amiga emo broken heart de Oh!Sookie, após essa tortura no bailão, resolve se matar.

Para isso, ela se tranca no quarto e coloca não um, mas dois CDs do Felipe Dylon. Tive muita pena dela nessa hora, se matar de maneira tão cruel. Achei desnecessário mostrar essa violência na TV. Podia ser algo mais leve, como ser esquartejada por uma matilha de lobos famintos, ou sei lá, algo menos doentio.

Bill, que estava perdido, acaba sendo seqüestrado de novo e Oh! Sookie, que rima com Cookie, chega a um lugar esfumaçado e cheio de mulheres dançando nuas ou peladas ou semi-nuas e é então que aparece o primeiro bigdog da trama. Em um baile de criatividade, os roteiristas chamam de DogDog, o cafetão, interpretado por Snoop Dogg Dogg. Após um pedido encarecido da nossa querida garçonete dizendo que fará trancinhas em seu cabelo e penteará seus casacos de pele sintética, é claro, afinal Dogg Dogg já teve um irmão que virou casaco de pele, ele decide ajudar assim que acabar o concurso da garota da camiseta molhada organizado por ele.

Enquanto isso, o pobre Bill acorda na limusine e os bandidos tiram o saco da cabeça dele e, a partir daí, é revelado que os capangas da Família Volturi sequestraram o vampiro errado, eles queriam Edward. Novamente, o vampiro é atirado do carro em movimento, ao mesmo tempo que ouve um distante e sonoro: “Desculpaê, irmão!”

Ao se levantar da lama, sujo e com sua maquiagem toda borrada, ele dá de cara com um bando de huskies siberianos gigantes com casacos de chinchila falsos e politicamente corretos. Ele avisa que está muito irritado e se algo mais der errado, ele vai chorar, e muito. Sério!

Então eis que surge Dogg Dogg a frente do bando acompanhado de Oh! Sookie e todos vão para a lanchonete. Daí, surge a desnecessária cena musical no estilo Glee de Dogg Dogg cantando uma música para Oh !Sookie, enquanto Bill fica claramente com ciúmes, pois queria ter seu nome rimado com cookie, receber um ruf ruf, mas não tem quem faça uma música tão intensa assim para ele.

Review:

Bombástica, para não dizer bombástica.

O primeiro episódio da 3ª temporada de True Blood foi demais, deu até vontade de ver a série, pelo menos, dessa temporada em diante, mesmo que a cena que tenha mais gostado tenha sido da Oh! Sookie apanhando afinal, mesmo que em flashback, isso sempre me empolga.

Gostei muito dos vários plots apresentados: Reencontro de irmãos no show da Banda Restart, Tara emo e, principalmente, o novo triângulo: Snoop/Oh! Sookie/Bill. Acho que será uma boa temporada.

Quem sabe a Gaga entra logo ou o 50 Cent também faz uma pontinha, né? Já que True Blood está ficando mais musical, acho que caberia na série agora.

Fiquem então com o clipe feito da cena do episódio e vejam se a letra não merece um invejinha boa pelo lado do Bill.

Apoio HBO Brasil — O canal HBO transmite True Blood desde 27/06, todo domindo, às 22h. Fique ligado nas novidades oficiais da série acessando a fan page de True Blood no Facebook. Não ganhou na promo aqui do Box?! Então siga também o perfil @HBO_Brasil no twitter e participe de promoções e concursos valendo DVDs e prêmios exclusivos!!! Mais informações em www.hbomax.tv/trueblood.

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!