TVD 3×14 — Dangerous Liaisons

“É meu dever matá-los” — Esther Mikaelson

Assim que bati o olho no título do episódio, lembrei-me do filme Ligações Perigosas e se seriamos brindados com uma homenagem à clássica história francesa. Realmente, a atmosfera de segredos, pactos e vinganças da obra de Pierre Choderlos de Laclos levada às telas pelo diretor Stephen Frears, esteve presente em Dangerous Liaisons. Tal qual um minueto, dançado durante o baile dos Mikaelson, as principais tramas do episódio foram desenvolvidas em pares, com movimentos delicados e diálogos fortes e ritmados.

Adoro as festas de Mystic Falls e estava com saudade delas. E quer melhor jeito de causar uma boa impressão aos moradores do que promover um baile? Foi essa a maneira encontrada pelos Mikaelson (não tinham um nome mais pomposo para a família do Klaus?) para selar a paz, abrindo as portas da mansão e promovendo um refinado encontro com os mais ilustres e interessantes moradores da cidade.

Desconfiada das intenções pacifistas da matriarca, Elena recorre a Stefan para que a ajude a despistar Damon durante a festa para que ela consiga conversar a sós com Esther. É interessante observarmos como Elena conduz suas relações com os Salvatore. Ela encontrou em Damon a proteção, a segurança e o amor que Stefan não pode ou não quer dá-la, ao mesmo tempo, em que luta para extrair de Stefan algum sentimento nobre. Essa sim acredita na causa.

Claro que a principal cena foi o encontro entre as duas, e o que podemos esperar dos próximos episódios a partir disso. Tomada por um sentimento de culpa por ter transformado os filhos em vampiros, ou melhor, em aberrações, como deixou claro, Esther expõe a Elena o seu plano: para a matriarca, não basta apenas eliminar Klaus, é preciso que toda a linhagem dos Originais seja exterminada, e para isso ela precisa da ajuda da Cópia Petrova (isso sim um sobrenome de peso). Com algumas gotas do sangue de Elena misturadas à bebida oferecida aos filhos, Esther conseguiu, através de um ritual, que todos os Mikaelson ficassem ligados entre si e, se um morrer, todos morrem. Simples assim?

Acredito que não será tão fácil, afinal qual deles será o escolhido? O episódio também serviu para apresentar um pouco mais sobre os outros irmãos Mikaelson. Kol, ao que tudo indica, é da mesma turminha de Rebekah e Katherine, as bitchs , e não vejo nele a força para ser o responsável pelo fim da sua linhagem. E de onde será que Damon o conhece?

Fiquei intrigado com Finn, o preferido de Esther. Por que ela confia piamente no filho, a ponto dele saber de todo o seu plano? Ao que tudo indica, o extermínio vira através de Klaus, mas seria muito interessante se fosse Elijah o responsável. Classificado por sua mãe como virtuoso demais, caberia a ele a função de não só reunir a família, mas como dar fim a ela. Seria uma boa tacada, hein?

Agora, vamos falar de coisa boa? O que podemos esperar dessa história que está se formando entre Klaus e Caroline? Senti uma química perfeita entre os atores, o que não sinto entre Candice Accola (Caroline) e Michael Trevino (Tyler). Não será fácil para Caroline resistir ao charme e as insistências de Klaus, ainda mais que ela está fragilizada e, teoricamente, sozinha. A loirinha já percebeu que Klaus não é esse monstro que ele demonstra ser e que sim, ali dentro ainda bate um coração. E melhor, se ela souber levar a situação ainda consegue a liberdade de Tyler.

Perceberam que Caroline foi a única até agora que conseguiu deixar Klaus sem reação? A cena dos dois no “ateliê” do vilão (?) foi fabulosa. Caroline fez uma análise seca dos reais motivos que levaram Klaus a se transformar no que é, e isso o incomodou bastante. Seria ela a sua redenção? Não seria interessante uma mudança radical nos interesses de sua sobrevivência?

E falando em mudança radical, estaria surgindo um novo casal? Damon e Rebekah? Damon voltando às origens? A tela pegou fogo com os dois juntos. Uma cena que me deixou intrigado foi o diálogo entre Damon e Stefan no momento em Klaus dava as boas-vindas aos convidados com toda a família reunida na escada. Damon diz, “está vendo o mesmo que eu?” no qual Stefan afirma que sim. O que eles estariam vendo, percebendo? Pode ser cisma minha, mas fiquei bastante incomodado. Gostaram da cena do ritual feito por Esther? Achei sensacional.

E para terminar, alguém sentiu falta da Bonnie e do Alaric? Só para saber mesmo.

Então é isso. Inté semana que vem.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER