TVD 4×13 — Into the wild

Se eu tomar a cura não será por ela (Elena). Será por mim — Stefan

Finalmente um episódio digno de Vampire Diaries. Desde o seu retorno, a série vinha apresentando episódios mornos que nada avançavam nas ações da trama principal. Mas, Into the Wild veio para redefinir os arcos narrativos, dando a devida atenção à mítica história envolvendo Silas, e colocando o sonífero triangulo amoroso como coadjuvante.

Como era de se esperar, Shane foi a espinha dorsal do episódio. Afinal, o professor é o único possuidor das informações sobre o primeiro imortal, e os motivos da sua fixação por ele. Verdadeiras, ou não, o que Shane deixou transparecer é que, igual aos vampiros atrás da cura, ele tem um objetivo sentimental para despertar Silas. O que o deixa também cego sobre o perigo que o bruxo representa.

Silas trás consigo o apocalipse, e todos estão ameaçados com sua presença. O que garante que ele realmente trará os mortos juntos consigo? Ou que a visão que Shane teve de sua mulher não passa de um plano de Silas para conseguir alguém que, tão cego por um objetivo, seja capaz de executar toda a magia que o fará retornar à vida?

tvd 3x14

De concreto, apenas que falta mais um massacre para que se complete o ciclo. E aonde acontecerá esse massacre e quem fará parte dele? Acredito que apenas Shane saiba. Mas podemos suspeitar que o time da cura corre sérios perigos. Boatos afirmam a morte de Damon. Seria a prova do amor do Salvatore para Elena? Se oferecer ao sacrifício para que o desejo da mocinha se realize?

Interessante também é a mudança de postura e de desejos de Stefan e Damon em relação à cura. Se no inicio os irmãos tinham o mesmo objetivo, achá-la para salvar Elena, a máxima já não é mais verdadeira. Com a escolha de Elena por Damon, o cenário mudou completamente. Stefan ainda magoado por essa escolha, já não pensa na cura apenas em favor de Elena. Ele a quer para ele. Ter o direito de viver a vida que sempre quis. Se não é para ser com seu amor verdadeiro que seja com alguém que também possui o mesmo sonho, Rebekah.

Já Damon prefere ter ao seu lado Elena como vampira. O seu medo de perdê-la na condição humana o impede de torcer pela cura. E o transforma como egoísta aos olhos dela. E são essas atitudes que deixam Elena como a heroína egoísta. Ela sofre da síndrome das mocinhas centralizadoras, onde apenas a sua verdade é a que deve prevalecer.

Por fim, totalmente desnecessário ao episódio, o drama envolvendo Klaus, Tyler e Caroline. Klaus atingir o ápice do o seu poder controlador para depois cair no choro, mostrando toda a sua vulnerabilidade, não é algo que queremos ver no personagem, que até então, é o grande vilão da série.

Nos momentos finais do episódio descobrimos a existência de mais um caçador do “clube dos cinco”. Não sei qual será a sua importância na história. Estará por conta própria, ou também é mais carta na manga de Shane?

Até semana que vem.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER