TVD 6×04 — Black Hole Sun

How could I possible love Damon?”Elena.

“Believe me, I asked myself that for a very long time, and then eventually I saw it. Damon inspired you, he pushed you to own the darkest parts of yourself, and when you died, he was the only one that could make you feel alive again, and you made him feel human.” Stefan. (num dos diálogos que eu nunca pensei em ver esses dois terem em TVD).

Gente, para. Essa série só está voltando a subir nos meus conceitos, e aumentando minhas expectativas. Então, se você discorda, ignore meu parágrafo de só alegria com os rumos que a série está a partir daqui. Mentira. Pode ignorar não. Tem que aprender a lidar com pensamentos diferentes dos amiguinhos. Então, preciso dizer que amei o episódio. Foi um daqueles típicos episódios, bem comuns à segunda temporada, que desenvolvem a história a passos largos sem deixarem a peteca cair, mas sem entregar tudo de uma vez. Era o que eu considerava um episódio fraco, mas no meu grau de desilusão para com essa série, cada melhorazinha é uma vitória. Das grandes.

Primeiramente: eu estou amando Stefan. Nunca foi meu personagem predileto, mas acho que a única coisa boa que a temporada passada fez foi me fazer gostar mais do personagem. E ver todas as suas facetas num único episódio me alegra. E muito. Vimos um Stefan que sofre, que chora, que procura briga e apanha, que pede Eleninha em casamento, que restaura o carro do irmão morto, que joga toda merda no ventilador que espirra tudo na cara da Vamp Gilbert. Stefan, sem dúvidas, é o rei dessa série. Se autoproclamou nesse episódio, e a gente aceita. Vlw. Flw.

Aproveitando o gancho: Doses de Realidade. Vimos isso rolando entre Alaric e Jeremy. Acho que um episódio de sumiço fez bem ao Alaric. Ele reassumiu seu papel de mentor de Jeremy (coisa começada lá na terceira temporada) e mandou ver no seu texto cheio de referências ao passado da série (coisa que me empolga sim, e muito). Falando em Jeremy, Little (não tão Little assim) Gilbert também foi responsável por exterminar todas as dúvidas levantadas no Flashback sobre a identidade do pai de Sarah. Tenho que dizer, nunca pensei nessa possibilidade. Na verdade, às vezes até esqueço que Zach existiu. Mas só de ver aquela cara de lerdinho, me lembrei porque esqueci. Enfim. Voltaremos a isso depois. Porque preciso dizer:

TVD6.04

Amei a forma como a série tratou de forma sucinta a descoberta de Elena sobre ter apagado Damon de si mesma. E espero que continue assim o tratamento para tal plot. Afinal, ninguém suportaria um “I can’t” 2.0, né? E isso mostra que a personagem evoluiu sim, mesmo tendo apelado pra uma tremenda criancice (que ela impediu Stefan de fazer quando Rebekah ofereceu). Elena ficou sem saber como lidar com os próprios sentimentos, o que é aceitável. E provavelmente vai acabar pedindo pra Ric devolver suas memórias, o que pra mim continua sendo um risco que o roteiro se propôs a correr.

Outro risco que o roteiro se propôs é o desenvolvimento de dois vilões ao mesmo tempo (igual tá acontecendo em TO). Quem são eles? Tripp e Kai. Tripp é um justiceiro. Ele quer fazer justiça com as próprias mãos, tentando matar os vampiros (e não seres sobrenaturais como eu esperava que fosse. RIP minha esperança de ele matar Tyler) a todo custo. Como se a vingança pela morte de sua mulher, e agora também de Jay-Who, fosse melhorar alguma coisa. O que o transforma em vilão é a forma cruel e psicopata com que ele faz isso. Requintes de crueldade e também de frieza. Pode render um arco bem legal e também seria o primeiro vilão humano de TVD. #Oremos.

O segundo é um bruxo parasita que não tem poderes próprios mas é capaz de se apropriar do poder dos outros e é o único que tem o elemento principal para a saída de Bamon daquela realidade paralela. Kai é psicopata. Afinal quem falaria a forma como assassinou toda sua família (e coven) de forma tão fria como ele fez? Ele é frio, sarcástico, insensível, tem humor negro e gosta de flertar com o perigo. Mistura nitroglicerinada que pode render o puta vilão dessa temporada. É alguém que eu já tô amando odiar. E vocês? Sem dúvidas ele enriquece e muito o plot do universo paralelo em looping de 1994.

E chegou a última parte desse episódio, e a que mais me agradou. Eu acho. Não o fato de voltar a ver Damon fazendo atrocidades, mas sim o seu desenvolvimento e esse redondilho que esse episódio mostrou que a série é. Foi a que mais me agradou, porque foi através do relato de Damon que vimos o quanto ele ama Stefan, e o quanto a relação deles é rica. De dois irmãos que se amam e se implicam. Você pode dizer que não é assim, que Damon é um monstro e blá. Mas, gente, temos que lembrar que: a) Damon sempre foi inconsequente e b) a relação de irmãos sempre passa por esses momentos de brigas e reconciliações, só que para dois vampiros é ainda mais amplificado (vide a relação dos irmãos originais).

Esse foi um episódio que me agradou, e voltou a esquentar minhas expectativas quanto a direção que a série está tomando nessa temporada. Fiquem com o trailer do próximo episódio.

P.S.1: Nunca pensei que seria otário. Fui otário acreditando na promo desse episódio durante uma semana. Me trollaram direitinho, CW.

P.S.2: Gente, de onde é mesmo que Damon tá tirando sangue pra beber nessa realidade paralela??

P.S.3: Galaxy S5 dourado, Stefan? Eu tento. Mas assim não dá pra te defender das zoeiras, migo.

P.S.4: A cara da Elena na hora que o Stefan fala do Damon pra ela daria um meme tão épico quanto o do “I Can’t”.

P.S.5: Tô curtindo que finalmente estão dando uma função pro Matt. Sempre achei que bem trabalhado, ele daria pra ótimos plots.

P.S.6: Tyler (pra variar), Liv e Luke fizeram zero de falta nesse episódio. Caroline foi só citada, e acho que se não tivesse sido, eu também não sentiria falta.

P.S.7: Qual a necessidade de trazerem Ivy de volta? Já tava feliz que ela tinha morrido, gente. Ai vem os roteiristas e me trollam desse jeito.

P.S.8: Enzo vivo! Não sei se fiquei feliz.

P.S.9: Achei fofo a autopenalização do Damon ser ele fazer panquecas desesperadamente todos os dias. Por sinal, minha vontade por panquecas não passou.

P.S.10: Quando é mesmo que vão trazer Katherine Rainha Petrova Vadia de volta pra série?

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER