TVD 7×10 — Hell is Other People

Em Hell is Other People, nós finalmente pudemos ver como é estar dentro da Pedra Fênix.

Isso não é sobre remorso, Damon. É sobre punição.”— Salvatore, Lilian

O primeiro episódio da segunda parte da sétima temporada de The Vampire Diaries, Hell is Other People, finalmente, nos permitiu conhecer como é ter o seu espírito aprisionado dentro da Pedra Fênix — pelo menos sob o ponto de vista de um personagem.

Ficamos sabendo também como essa punição funciona para os espíritos aprisionados: você é condenado a reviver os seus piores medos, os seus piores momentos, os seus grandes remorsos repetidamente. E não adianta tentar mudar, tomar decisões diferentes ou seguir por outro caminho. Dentro da pedra o seu destino é sempre certo e o sofrimento é garantido.

A situação sempre pode piorar quando a pessoa aprisionada tende a fugir de suas verdades. Esse é o caso de Damon, personagem central do episódio.

Ao acordarmos com ele em 1863 na Linha de frente dos confederados, percebemos que lutar numa guerra pode ser considerado o pior momento da vida de qualquer um, mas não era exatamente o motivo pelo qual o espírito de Damon estava condenado a reviver o erro cometido naquele lugar.

E mais uma vez temos a prova de que, apesar de tudo, ele sempre colocou Stefan em primeiro lugar (ok, em 1863 eles ainda não eram vampiros e Damon ainda não havia prometido fazer da vida de seu irmão um inferno, mas o laço entre eles, independente desse ódio que surgiu depois, sempre foi forte). Algo que não mudou muito hoje, já que a primeira coisa que ele pede a Bonnie assim que sai e desperta é para que ela traga Stefan de volta.

Já a nossa primeira reação foi: mas ele saiu assim tão fácil? Nos enganamos e Damon também.

Acontece que conseguir sair da pedra envolve muito mais do que os esforços de uma boa bruxa aqui fora, depende também do espírito aprisionado e de lidar, aceitar e resolver o erro que ele revive ali dentro. Ou como Stefan disse: se subjugar à dor mais profunda — ou algo do tipo.

Stefan já havia saído, é claro. A preocupação do caçula era para que Damon saísse o quanto antes, já que o tempo aprisionado faz com que a pessoa enlouqueça um pouco. Algo que não foi bom para Damon, com o número de vezes que ele havia tentado sair dali, e falhou, qualquer um enlouqueceria.

A solução estava é claro em seu relacionamento com Lily. Após admitir que sentia raiva de si mesmo por ter perdido a mãe três vezes e que sentia falta de sua mãe, Damon consegue ser libertado da pedra e volta à vida. Uma pena aquela Lily ser, apenas, um fruto do inferno pessoal do vampiro, mas a cena dos dois no episódio ainda assim foi bonita de se ver.

Finalmente livre e com seus amigos todos esperando o seu retorno, Damon estava bem, certo? Não. Como já dito, o tempo dentro da pedra enlouquece a pessoa. E uma vez reconciliado com os seus sentimentos sobre sua mãe, Damon acha que pode salvá-la também, e resolve atacar todo mundo, deixando Stefan e Matt inconsciente, uma Caroline grávida com uma estaca no peito e a Bon Bon ferida na cabeça. Uma cena nada agradável de se ver.

Vamos esperar para ver como o vampiro vai lidar com esse retorno ao mundo real.

Confira o promo do próximo episódio logo abaixo e diga o que achou de Hell is Other People nos comentários.

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER